Turismo Religioso/Leiria.Fátima.Tomar/Tomar

Centro de Portugal - Fé e Tolerância

Uma visita ao Centro de Portugal é uma visita repleta de encontros: encontro entre várias crenças religiosas, da procura e encontro do indivíduo consigo mesmo e de encontro com as mais antigas tradições portuguesas. Dos misteriosos Templários à peregrinação a Fátima – Altar do Mundo.

Basílicas, capelas, catedrais, conventos, ermidas, igrejas, mosteiros, museus de arte sacra e sinagogas fazem parte do património histórico-religioso edificado que a região Centro cuida com carinho para dar a conhecer a quem a visita.

Estas referências estão espalhadas por toda a região, desde a mais alta escultura em pedra alusiva à Virgem Maria e aos Três Pastorinhos, na belíssima Serra da Estrela; passando pela Sé Velha e o Convento de Santa Clara em Coimbra, descendo um pouco mais e entrando nos mosteiros Património Mundial: o Mosteiro de Alcobaça e o Mosteiro da Batalha, bem como no Convento de Cristo, em Tomar (antiga sede dos Templários).

São muitos os lugares de oração, mas há um mundialmente conhecido, chamado Santuário de Fátima. E outro que nos leva em peregrinação de sul para norte, até à Galiza – o Caminho de Santiago, de Compostela. Peniche é um destino que também o pode surpreender. Aparentemente vocacionado para a praia e actividades náuticas, tem uma rota religiosa que passa por onze templos. E a Nazaré é outro dos destinos que, associado à lenda e milagre de D. Fuas Roupinho, irá levá-lo ao Sítio certo.

Ordens religiosas, mosteiros e conventos

Foram várias, as Ordens religiosas existentes no mundo, cada uma com o seu estilo de vida, nível de abertura ao exterior e rituais de consagração à sua religião e comunidade.

Em Portugal, a sua presença já foi mais acentuada no passado, seja no que toca a ordens monásticas (monges ou monjas enclausurados em mosteiros) ou mendicantes (frades ou freiras a viver em conventos, sem bens e dedicados aos que mais precisam). Em Alcobaça, o Mosteiro que hoje é Património Mundial havia sido concedido pelo Rei D. Afonso Henriques à Ordem de Cister, a mais poderosa Ordem do país no século XII também devido à riqueza de Alcobaça, centro artístico e intelectual destes monges.

A existência de outras religiões, como é o caso do judaísmo que manteve durante séculos a sua comunidade a viver “às escondidas” por força da envolvente política e religiosa, também deixou muitas marcas e conhecimentos que fizeram Portugal desenvolver-se. E quando, apenas no século XX, os judeus sefarditas abriram ao mundo as suas sinagogas e judiarias, das quais destacamos Tomar e Belmonte, abertas a visitação, entendeu-se que o território nacional tem um imenso património cultural judaico por explorar.

Festas e romarias

Como incentivo à sua visita, aproveite para conhecer estes destinos espirituais na época das festas e romarias locais, que tão bem complementam o património edificado, celebrando momentos da história em que as conquistas e reconquistas não deixaram ninguém indiferente e é hora de agradecer.

Participe nas Festas da Rainha Santa (Coimbra), nas romarias e círios a Nossa Senhora da Nazaré, na semana santa em Óbidos e visite Fátima nos dias 12 e 13 de Maio, para sentir a espiritualidade que a cidade e o seu Santuário mariano concentram.

E de quatro em quatro anos não perca a grande festa dos Tabuleiros ou a Festa do Divino Espírito Santo, em Tomar, deixando-se levar pelo encanto das flores que embelezam esta festa.

Da oração ao milagre, tudo ganha mais sentido no Centro. Visite-nos.

Explore a região

Pontos de Interesse

Onde ficar

Contactos Úteis

Encontre toda a emoção
do Centro de Portugal

Descubra tudo o que pode fazer, os locais incríveis que pode visitar e transforme a sua viagem numa experiência inesquecível.

Património

Mosteiros e Conventos, riquezas consagradas ao Centro de Portugal

explorar
Património

Passeios pelo Património do Centro de Portugal

explorar