Região foi o Destino Nacional Convidado da edição deste ano da BTL e o seu stand foi o palco de importantes iniciativas.

A participação do Centro de Portugal na Bolsa de Turismo de Lisboa – BTL’18, que se realizou na Feira Internacional de Lisboa, de 28 de fevereiro a 4 de março, constituiu um grande sucesso a todos os níveis. A BTL distinguiu a região como Destino Nacional Convidado da mais importante feira de turismo do país, num sinal de apreço pela capacidade de renovação de um território tragicamente afetado no verão passado.

O privilégio de ser Destino Nacional Convidado concretizou-se num espaço de maior destaque para o Turismo Centro de Portugal (TCP) no espaço da BTL e num conjunto de iniciativas variadas, antes e durante a feira, destinadas a potenciar a notoriedade da região.

 

Turismo Centro de Portugal venceu Prémio Reconhecimento nos Publituris Portugal Trade Awards
Logo no primeiro dia de BTL, o Turismo Centro de Portugal recebeu o Prémio Reconhecimento dos Publituris Portugal Trade Awards 2018. A escolha foi revelada durante a gala dos prémios com que o jornal Publituris distingue os melhores do ano no turismo, numa cerimónia presidida pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.
Outras individualidades e empresas da região Centro de Portugal foram igualmente distinguidas nos Publituris Portugal Trade Awards 2018. Foram os casos de Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro; o município de Óbidos, premiado como melhor autarquia; e a unidade turística Casas do Côro, escolhida como Melhor Alojamento em Espaço Rural.
É com grande orgulho que o Turismo Centro de Portugal recebe este galardão”, sublinhou Pedro Machado, ao receber o prémio. “Este prémio é o fruto do trabalho de toda uma equipa e de todos os operadores turísticos da região”, acrescentou.
Um stand aumentado e renovado
O stand do Centro de Portugal ocupou a mesma posição central a que já habituou os visitantes, à entrada do Pavilhão 1 (o pavilhão principal), mesmo ao lado do Turismo de Portugal. No entanto, por ser o Destino Convidado, a área do stand cresceu, de 648 m2 para 702 m2: mais 54 m2 do que em 2017. Um crescimento do espaço de exposição que aconteceu sem acréscimo financeiro para o TCP. De salientar, que a participação na feira foi este ano gratuita para as empresas diretamente afetadas pelos incêndios de 2017, no que constituiu um inestimável e solidário incentivo.
No total, estiveram representadas 30 empresas e instituições do Centro de Portugal, além das oito Comunidades Intermunicipais (CIM) da região.

O stand apelou às sensações dos visitantes, que puderam experimentar dois simuladores, um de surf e outro de bicicleta (neste, percorriam virtualmente troços da ecopista do Dão), ou jogar minigolfe, entre outras atividades. Houve também um espaço dedicado aos Lugares Património Mundial no Centro (Mosteiros de Alcobaça e Batalha, Convento de Cristo em Tomar e Universidade e Alta de Coimbra) e foi dado particular destaque à apresentação dos Produtos Turísticos Integrados (PTI) das Comunidades Intermunicipais que integram a região Centro de Portugal.

Continuando a apelar às sensações dos visitantes, ao longo dos cinco dias de feira não faltaram os momentos de animação cultural e eventos institucionais, a cargo das Comunidades Intermunicipais, assim como as experiências e degustações enogastronómicas, em parceria com a Escola de Hotelaria de Coimbra e com a presença de chefes de cozinha da região.

 

Centro de Portugal, Alentejo e Extremadura espanhola reforçaram aliança na BTL

 

O stand foi o palco de duas importantes iniciativas para o futuro do turismo na região e que tiveram a entidade regional como protagonista: a apresentação da estratégia de promoção da região de turismo Euroace, que junta o Centro de Portugal, o Alentejo e a Extremadura espanhola; e a assinatura do protocolo de colaboração entre o Instituto do Emprego e Formação Profissional e o Turismo Centro de Portugal.

O primeiro momento juntou três grandes regiões vizinhas numa estratégia comum de promoção turística. “Um verdadeiro projeto de cooperação, que reforça os laços entre as três regiões, que vai posicionar a Euroace de forma competitiva na Europa e rentabilizar os meios técnicos, financeiros e humanos que vamos alocar”, nas palavras do anfitrião do evento, Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal e da Agência Regional de Promoção Turística (ARPT) Centro de Portugal.

Estes dois países, Portugal e Espanha, estão cada vez mais próximos e são cada vez mais atrativos em mercados como os Estados Unidos, a China e o Brasil, afirmando-se no contexto internacional. Se antes competíamos entre regiões, hoje partilhamos uma estratégia entre países”, acrescentou, antes de apresentar a estratégia de promoção. Esta passa por “mais produto, melhor produto, mais diferenciador e mais singular”, com o objetivo final de atrair mais visitantes e aumentar a sua permanência. O plano de ação passa pela promoção conjunta em mercados como Estados Unidos, China e União Europeia, vendendo a ideia “dois países, um destino”. Para isso, haverá uma intervenção direta junto de companhias aéreas, no sentido de reforçar as ligações com destinos mais distantes, e participações conjuntas nas grandes feiras internacionais de turismo, sendo que a próxima será a de Berlim, já na próxima semana.

Vítor Silva, presidente da ARPT do Alentejo, sublinhou o facto de esta estratégia romper com séculos de História, em que Portugal e Espanha viveram de costas voltadas. “Esta iniciativa mostra que podemos fazer coisas boas juntos”, elogiou.

O Paraíso existe, está na Eurorregião Euroace!” Foi desta forma entusiástica que Francisco Simón Martín, Diretor da Junta de Turismo da Extremadura, começou a sua intervenção. “Somos uma terra acolhedora, de valentes e queremos conquistar o futuro. Este não é o tempo de localismos, é o tempo de as regiões se juntarem, com o objetivo de atrair turistas a este paraíso e criar 20 mil empregos na Euroace. Só estranho é porque não o fizemos mais cedo. Juntos somos invencíveis!”, continuou.

Coube ao embaixador de Espanha em Portugal encerrar a cerimónia. Eduardo Sáenz de Buruaga enalteceu “a aposta vencedora e segura” e citou o poeta inglês Robert Frost: “Bons amigos fazem bons vizinhos”, numa declaração muito aplaudida.

 

Protocolo com o IEFP aponta para o futuro

 

A assinatura do protocolo de colaboração entre o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e o Turismo Centro de Portugal foi outro momento de grande relevância para o futuro do turismo da região. Até porque, como salientou Pedro Machado, “o fator mais crítico para a sustentabilidade da atividade turística são os recursos humanos”.

O protocolo, apresentado por Alberto Costa, delegado regional do centro do IEFP, prevê várias medidas, todas elas com o objetivo de reforçar as competências dos trabalhadores da área do turismo, quer através da reconversão, para quem tem formação noutras áreas e pretende enveredar por uma nova carreira, quer reforçando a ligação entre a formação e as empresas.

 

Centro de Portugal foi protagonista de outros iniciativas

 

O Centro de Portugal protagonizou outras iniciativas durante a BTL. Logo no dia 28 de fevereiro, foi assinado no stand da APAVT – Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo o protocolo “Turismo Centro de Portugal – Destino Convidado APAVT 2018”. O Centro de Portugal é, pelo segundo ano consecutivo, a região de turismo eleita pela APAVT – Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo para ser o “destino preferido” em 2018. Esta é a primeira vez que uma região de turismo é reeleita pela APAVT como destino preferido, depois de já ter merecido esta distinção em 2017.

Ainda no primeiro dia, na BTL Village, teve lugar a receção Centro Hosted Buyers, que apresentou o destino Centro de Portugal aos diversos compradores internacionais (cerca de 200), profissionais de alto nível e com poder de decisão no setor turístico, potenciando a realização de negócios com as empresas expositoras.

No segundo dia, a BTL Village reecebeu o Região de Coimbra Meet Up, que apresentou a Região de Coimbra a cerca de 300 convidados, incluindo autarcas, munícipes ilustres, bloggers, compradores internacionais, operadores turísticos, figuras públicas e opinion makers das mais diferentes áreas.