Visitantes estrangeiros aumentaram quase 50 por cento. Atividade turística na região subiu mais do dobro da média nacional.

A atividade turística no Centro de Portugal registou um crescimento muito acima da média nacional em novembro de 2017. Segundo os resultados preliminares da atividade turística, publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o aumento da procura pela região não dá sinais de abrandar, apesar dos incêndios que afetaram a paisagem em junho e outubro. O Centro de Portugal entrou definitivamente nos roteiros turísticos internacionais.

O INE revela que, em novembro de 2017, o total de dormidas na região cresceu +20,0%, em comparação com novembro de 2016. Um número notável, tendo em conta que, no mesmo período, as dormidas no país aumentaram em média 8,8%. Ou seja, a procura do Centro de Portugal mais do que duplicou a média nacional. Além do Centro de Portugal, o aumento de dormidas em novembro foi também muito expressivo no Alentejo (+21,4%) e menos nas restantes regiões: Lisboa (+10,9%), Porto e Norte (+10,5%), Algarve (+3,8%), Madeira (+3,4%) e Açores (+1,9%).

No total, contabilizaram-se 310.554 dormidas em novembro no Centro de Portugal, mais 51,7 mil do que no mesmo mês do ano anterior, que tinha registado 258.781 dormidas. Em novembro de 2015, tinham-se registado 240.369 dormidas e no mesmo mês de 2014 foram 222.384.