A cidade das Caldas da Rainha vai acolher, de 4 a 7 de maio, a 7ª edição do Fórum de Turismo Interno “Vê Portugal”.
Esta é uma iniciativa emblemática do Turismo Centro de Portugal, que todos os anos junta especialistas nacionais e internacionais para uma discussão alargada sobre os desafios colocados pelo turismo interno.

As Caldas da Rainha sucedem a Viseu, Aveiro, Coimbra, Leiria, Guarda e Castelo Branco, as cidades que acolheram as edições anteriores, sempre com grande sucesso.

Na ocasião, Pedro Machado destacou a importância da realização deste fórum, em especial face à situação delicada que o país atravessa neste momento, devido à ameaça do Covid-19.
“Todos esperamos que em maio se esteja perante um cenário normal de retoma da atividade turística. O Fórum Vê Portugal quer ser um sinal de esperança, num momento difícil para o país e para este setor. Esta região está habituada à adversidade e acreditamos que este evento, o maior que se realiza em Portugal sobre o mercado interno de turismo, representa um sinal positivo que vai assinalar essa retoma da atividade normal. Queremos um Centro de Portugal mais forte, mais robusto, mais competitivo, com resultados melhores de ano para ano”, sublinhou.

A apresentação do evento aconteceu dia 10 de março, na Galeria do Edifício do Turismo das Caldas da Rainha, com a participação de Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, de Tinta Ferreira, presidente da Câmara Municipal caldense, de Hugo Oliveira, vereador com o pelouro do Turismo da mesma autarquia, e de Adriana Rodrigues, chefe de núcleo de Administração Geral e Comunicação do Turismo Centro de Portugal.

Tinta Ferreira, por sua vez, elogiou a escolha das Caldas da Rainha como palco do encontro de quatro dias.
“A região Oeste tem um conjunto de elementos icónicos e um posicionamento estratégico decisivo. As Caldas da Rainha, terra de água e de artes, é um destino com muitos espaços criativos para visitar. Além disso, reúne todos os requisitos para receber um fórum com estas características e oferecer as melhores condições para que todas as iniciativas tenham sucesso e qualidade”, considerou.

A grande novidade da edição deste ano, que terá lugar no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, é o aumento da duração do Fórum Vê Portugal, que passa de dois para quatro dias. Este programa alargado deve-se à realização de uma bolsa de contactos “One-To-One Meetings” e de uma visita guiada ao território.

O primeiro dia do encontro, o dia 4, será ocupado, precisamente, pela bolsa de contactos. Esta destina-se a operadores turísticos nacionais, empresários do setor da hotelaria e turismo, líderes de opinião e outros profissionais da atividade turística. O objetivo é incentivar os contactos de negócios entre os participantes, promover internamente o Centro de Portugal enquanto destino privilegiado de produtos turísticos diferenciados e reforçar a importância do turismo interno no setor turístico em Portugal.

A inscrição é gratuita e poderá ser feita AQUI, sendo limitada às primeiras 30 empresas interessadas.

Os dias 5 e 6 serão preenchidos por sete painéis com temas diversos, em que especialistas nacionais e internacionais abordarão a situação atual do turismo interno.
“Recursos Humanos | Valorização e Capacitação dos Recursos Humanos”, “Território | Sustentabilidade, Alterações Climáticas, Mobilidade, Coesão e Valorização Territorial”, “Estruturação e Qualificação de Produtos”, “Desenvolvimento e Qualificação da Oferta / Agentes Turísticos”, “Marketing Digital e Marketing Relacional”, “Internacionalização e Dinamização Comercial junto dos Mercados Externos” e “Investimento | Análise Prospetiva, Monitorização e Inovação e Networks de Stakeholders e Empreendedorismo” são os sete temas em análise.
O programa completo pode ser consultado em AQUI.

Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Territorial, Albert Salman, presidente da Fundação “Green Destinations”, John T. Bowen, professor da Universidade de Houston, Mieke Broeders, membro da Comissão Executiva da European Network for Accessible Tourism, Marta Poggi, consultora de Turismo Digital, Carlos Melo Brito, vice-reitor para a Investigação na Universidade Portucalense Infante D. Henrique, Tiago Phillimore, responsável pelas áreas de eCommerce e Digital da TAP, José Maria Júdice, Industry Manager- Travel da Google, Simon Press, Senior Exhibition Director da WTM London, Roberto Antunes, diretor executivo do NEST – Centro de Inovação do Turismo, Tim Vieira, da Iberia Hospitality Property Fund ou Francisco Calheiros, presidente da CTP – Confederação do Turismo de Portugal são alguns dos oradores já confirmados.

No dia 7, os oradores, convidados, jornalistas e operadores turísticos são convidados a integrar uma visita guiada a Caldas da Rainha e à região Oeste.

Turismo do Centro volta a homenagear personalidades em Jantar de Gala
Já uma tradição instituída em edições anteriores deste fórum, o Jantar de Gala “Vê Portugal” será um dos momentos altos do programa. Esta é a ocasião em que o Turismo Centro de Portugal homenageia personalidades que se destacaram no setor turístico nacional e regional.

Durante o Jantar de Gala serão também entregues os Prémios de Concurso de Empreendedorismo Turístico José Manuel Alves, instituídos pelo Turismo Centro de Portugal e que visam apoiar projetos inovadores no setor do Turismo (informações e candidaturas), assim como os Prémios de Teses Académicas, que incidem sobre o Centro de Portugal (informações e candidaturas).

A participação no Jantar Gala “Vê Portugal”, tal como no Fórum, é gratuita e limitada, com obrigatoriedade de inscrição e sujeita a confirmação.

Este ano, o Turismo do Centro convida, aquando da inscrição, a que se faça uma doação, de um valor à escolha, para o Projeto Criar Bosques, da Quercus.

Após a apresentação do evento, os jornalistas foram convidados a realizar uma visita guiada à Rota Bordaliana, conjunto de figuras de Rafael Bordalo Pinheiro produzidas em escala gigante e espalhadas pela cidade das Caldas da Rainha.