Numa altura em que muitas empresas do setor do turismo atravessam momentos difíceis a todos os níveis, incluindo o financeiro, a Ambitur.pt auscultou associações e entidades regionais para saber o que pensam das atuais linhas de crédito anunciadas pelo Governo e o que mais se pode esperar do Turismo de Portugal.


Os empresários com os quais o Turismo Centro de Portugal (TCP) contacta regularmente consideram que as linhas de crédito “não são a resposta mais indicada para as dificuldades concretas” que a Covid-19 provocou na atividade turística. 

Pedro Machado, presidente da TCP, refere que estes empresários “reclamam um conjunto de medidas adicionais” que permitam às empresas serem “sustentáveis a curto e médio prazo”.

Face às limitações existentes no acesso aos apoios disponibilizados, o dirigente acredita que “poderiam ser melhorados e maximizados”, de forma a que “todas as empresas pudessem beneficiar de melhores condições”.

Estas e outras considerações em www.ambitur.pt