O Município de Oleiros apresentou no passado dia 14 de julho, a rede de percursos pedestres concelhia. São vários flyers informativos com Turismo de Natureza, a Rota do Religioso, e um outro mais geral subordinado ao tema “Venha explorar Oleiros”.

São reflexo de um ano de muito trabalho de vários setores da câmara, e que estarão disponíveis nos alojamentos locais de Oleiros, a partir da próxima semana, disse Paulo Urbano, vereador da Câmara Municipal de Oleiros, lembrando outras ofertas existentes no concelho que estão associadas a estas rotas, como por exemplo “a fotografia, a observação da natureza, as visitas guiadas e observação e interpretação da natureza, o clicloturismo e a escalada”.

Rui Simão, coordenador da ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, destacou a importância do interior e da inter e supra-municipalidade em que o Rio Zêzere surge como sendo as costas do país, curso de água que “já foi classificado como a amazónia ibérica, um sítio onde ainda resistem aspetos culturais e naturais e pessoas que ainda pescam”, disse.

Por seu lado, Hélder Henriques, secretário executivo da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB), lembrou o trabalho da CIM na área turística, do ponto de vista da promoção do património, história e natureza, bem como outros aspetos que estão associados à região.

Este tempo de pandemia veio provar que é possível desmistificar mitos, nomeadamente que a Zona Centro e o interior não têm venda turística, referiu Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal. A pandemia “veio mostrar que o visitante quer alojamento mais familiar e, por isso, há muitas unidades no interior com mais reservas que o Algarve”, reforçou.

Notícia Rádio Condestável