O presidente da Turismo do Centro, Pedro Machado, pediu hoje uma linha de apoios a fundo perdido para salvar da “morte certa” centenas de micro e pequenas empresas ligadas à atividade turística, cuja sobrevivência está em risco devido à pandemia Covid-19.

Pedro Machado considera que este apoio, a fundo perdido, poderá repor postos de trabalho e resolver situações de risco em muitas pequenas empresas, na sua maioria de cariz familiar que, de outra forma, é impossível recuperar.

Num total de 100 municípios, na região Centro de Portugal existem 450 empresas/agências de viagem, 897 empresas de animação turística, 187 rent-a-car e 16.587 bares e restaurantes, segundo dados da Turismo do Centro.

Consulte todo o artigo, aqui.