O Governo apresentou à Comissão Europeia a sua proposta para um Plano de Recuperação e Resiliência. O objetivo é permitir que Portugal aceda à “bazuca” de quase 13 mil milhões de euros, previstos pelo Mecanismo europeu criado para fazer face à crise gerada pela pandemia de Covid-19.

Apesar de este não ser ainda um documento final, salta à vista a ausência quase total do setor do turismo. Uma área de atividade tão importante, que contribui de forma tão decisiva para a economia do país, merecia um lugar na primeira fila das preocupações, o que infelizmente não acontece. O esboço do Plano de Recuperação e Resiliência tem como base três grandes blocos, com a maior fatia destinada à resiliência, seguida pela transição digital e pela transição climática.

Opinião completa de Pedro Machado em LINK TO LEADERS.