Desafio do presidente do Turismo Centro de Portugal foi lançado na sessão de abertura do 13.º Festival ART&TUR, em Viseu.

Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, propôs hoje a criação de um instrumento financeiro regional que permita aos vários territórios da região Centro captarem produções cinematográficas internacionais. A proposta foi feita durante a sessão de abertura da 13.ª edição do ART&TUR – Festival Internacional de Cinema de Turismo, que se iniciou hoje e que vai decorrer até ao próximo dia 23, no Teatro Viriato, em Viseu.
 
Há um grande desafio que poderíamos trabalhar em conjunto: encontrarmos um instrumento regional que possibilite a captação de produções cinematográficas, promovendo a coesão na nossa região através desta indústria dos filmes. Este poderia ser um instrumento poderoso para podermos não só fazer filmes e atrair produtores do mundo inteiro, mas captá-los e fixá-los nos territórios desta região. Seria muito importante que fôssemos capazes de implementar esta estratégia inovadora no Centro de Portugal através do programa operacional 2020-2030, de forma a responder a este desafio”, defendeu Pedro Machado, dirigindo-se a Almeida Henriques, presidente da Câmara Municipal de Viseu.
Antes, Pedro Machado tinha vincado a importância do Festival ART&TUR, um “projeto de importância crescente na promoção do Centro de Portugal, ano após ano”.
 
Francisco Dias, Diretor do Festival, depois de elogiar a cooperação do município de Viseu, que acolheu de braços abertos, desde a primeira hora, a realização da edição deste ano do festival, destacou que “o Festival ART&TUR tem vindo a aumentar em competência e todos os anos tem tentado fazer cada vez melhor, em cidades diferentes“. Este ano, com o desafio extra de ser organizado em situação de pandemia. “Temos todos de respeitar as regras em vigor, que são necessárias. Não vamos permitir qualquer associação entre o ART&TUR e a covid-19 num contexto como o atual“, assegurou.
 
Já Jorge Sobrado, Vereador da CM Viseu, sublinhou a forte aposta que a cidade faz na cultura, lembrando que, em 2020, “o cinema e a fotografia são as artes de eleição em Viseu”, num ano muito difícil, “em que o desafio é não desistir de criar”. “A realização deste festival é uma declaração contra a desistência”, reiterou.
 
Almeida Henriques, na qualidade de anfitrião, destacou igualmente o facto de toda a programação cultural prevista para Viseu em 2020 estar a decorrer, sinal de que “esta cidade sente este tempo que vivemos como poucas”. “A cultura não pode parar”, frisou.
 

Pedro Machado (TCP) e Almeida Henriques (CM Viseu)

72 filmes em exibição durante quatro dias

Já na sua 13.ª edição, o Festival ART&TUR é um evento ímpar no panorama nacional e internacional dos festivais de cinema, com um prestígio e notoriedade que crescem de ano para ano. A concurso estão filmes de turismo provenientes de todo o mundo. Devido à sua integração no Comité Internacional dos Festivais de Cinema de Turismo (CIFFT), o ART&TUR é uma das etapas do circuito internacional de festivais em que se elege, anualmente, os dez melhores filmes de turismo feitos em todo o mundo.
 
Durante os quatro dias do Festival, serão exibidos os 72 filmes que compõem a short list de filmes distinguidos pelo júri, escolhidos entre os 295 filmes que concorreram. O programa completo do evento pode ser consultado em https://tourfilm-festival.com/programa.
 
O primeiro dia foi dedicado aos filmes integrados na competição nacional, sendo os dias 21 e 22 destinados aos filmes da competição internacional. No dia 23, terá lugar a Cerimónia de Prémios, sendo de manhã apresentados os Prémios da Competição Internacional e, à tarde, os prémios da Competição Nacional.
 
Todos os filmes da short list do Art&Tur 2020 podem ser vistos no site do Festival, em https://tourfilm-festival.com.

Conferência internacional decorre em simultâneo

Durante o Festival, as exibições dos filmes serão intercaladas com sessões de uma conferência internacional sobre marketing turístico e marcas de destino, numa iniciativa do Festival Art&Tur. Nesta conferência destacam-se oito temas relevantes, designadamente: Turismo Criativo e o Projeto Creatour; Análise da Experiência Turística Através de Mecanismos de Interface Cérebro-Computador; A Influência dos Bloggers de Viagem na Escolha do Destino; Desejo, Vivência e Memória: Os Papéis das Emoções nas Experiências dos Turistas; Turismo e Covid-19: Inovação e Resiliência Durante a Crise; Filosofia, Audiovisual, Cultura & Património; Partilha de Experiências de Bloggers de Viagem; e Estudos Sobre a Imagem de Destino Percebida por Turistas Nacionais.

Programa Cultural é aposta forte

Em paralelo ao Festival, mas integrado nele, terá lugar uma forte programação cultural na cidade de Viseu, destacando-se uma visita guiada à cidade, concertos da Orquestra Filarmónica Portuguesa e Orquestra Filarmónica das Beiras, assim como atuações de Moullinex e da fadista Mara Pedro.