O sol aquece a alma, ouvem-se os pássaros, contempla-se a natureza, sente-se o aroma das flores…. Ah, é a Primavera que chegou! E sabe qual é o melhor destino para aproveitar esta estação do ano? O Centro de Portugal!

A fauna e a flora da região transformam-se nesta altura permitindo captar momentos inesquecíveis e que de certeza vai querer partilhar! Quem visita o Centro de Portugal nesta estação encontra uma conexão com a natureza que o rodeia e que proporciona uma paz e tranquilidade que permitem ganhar aquela força extra de que tantas vezes precisamos.

Descubra connosco como pode experienciar esta época do ano nesta região tão diversa. Deixe-se levar e embarque nesta viagem que vai despertar os seus sentidos.

1| Cerejeiras em flor – Serra da Gardunha

Iniciamos a nossa viagem com as Cerejeiras em Flor. É na primavera que estas árvores enchem de branco a Serra da Gardunha, criando uma paisagem única à qual é difícil resistir.

Alcongosta, no Fundão, é um dos sítios especiais para se contemplar esta maravilha da natureza! Esta freguesia possui mais de metade do seu território coberto por cerejais fazendo as delícias de qualquer um.  “Perca” tempo a observar e a absorver tudo o que este território tem para oferecer.

2| Amendoeiras em Flor – Figueira de Castelo Rodrigo

É um espetáculo natural de tamanha beleza que todos os anos milhares de pessoas deslocam-se ao concelho de Figueira de Castelo Rodrigo para assistir às Amendoeiras em Flor.
Nos meses de fevereiro e de março é possível admirar a floração destas árvores e o colorido com que nos presenteiam.
Ficou com vontade de sair de casa e experienciar as várias sensações que esta paisagem única transmite?      

3| Reserva Botânica de Cambarinho – Vouzela

É na Reserva Botânica de Cambarinho, no concelho de Vouzela, que podemos desfrutar da maior concentração maciça de Loendros do país. Esta reserva faz parte da Rede Natura e permite a realização de um percurso pedestre para usufruir ao máximo da sua beleza paisagística natural.

Nos meses de maio e junho, é possível vislumbrar a flor dos Loendros em todo o seu esplendor.

A cor roxa ganha destaque entre a paisagem e permite imagens únicas que não vai querer perder! Aproveite para fazer um piquenique em família, à sombra dos carvalhos seculares que aí pode encontrar.

Saiba mais sobre o percurso desta Reserva Botânica!

4| Parque Aquilino Ribeiro – Viseu

O Parque Aquilino Ribeiro, convertido em parque urbano em 1955 é um espaço onde é possível encontrar espécies como o carvalho, o azevinho, o azereiro e o loendro.
Neste espaço que apela à tranquilidade, porque não aproveitar a Primavera para realizar passeios em família ao som da água e rodeado de diferentes cores?

Saiba mais sobre este parque aqui!

4| Reserva Natural das Dunas de São Jacinto

A Reserva Natural das Dunas de São Jacinto com 995,69 hectares localiza-se na zona da Ria de Aveiro e inclui a Mata Nacional das Dunas de São Jacinto onde estão bem representadas as aves florestais. Nesta Reserva é possível visitar o Centro Interpretativo e realizar o Percurso Pedestre “Trilho de Descoberta da Natureza”.
Aproveite a Primavera para se deliciar com o canto dos pássaros logo de manhã e para apreciar a vegetação que floresce nesta altura e identificar as diferentes plantas que vai encontrando!  Esta paisagem perdida entre o mar e a terra merece ser descoberta e percorrida nesta altura do ano!

Para saber mais sobre esta Reserva Natural, aceda aqui!

5| Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

O Jardim Botânico da Universidade de Coimbra situa-se no coração da cidade, tendo sido fundado em 1772. Foi considerado Património da Humanidade da Unesco em 2013 incorporado na “Universidade de Coimbra Alta e Sofia”.

Possui diversos espaços onde é possível passear e conectar-se com a natureza. Na altura da Primavera destaca-se a Alameda das Tílias onde nos meses de maio e junho é possível vislumbrar e sentir o perfume das flores das suas árvores.
Deixe-se encantar por este ambiente mágico e aproveite para ler tranquilamente um livro ou para fazer exercício ao som da banda sonora natural proporcionada por este local!

Para descobrir mais sobre este espaço da Universidade de Coimbra, espreite aqui.


6| Jardim do paço Episcopal Castelo Branco

A próxima paragem é no jardim do Paço Episcopal de Castelo Branco. Este espaço tão cheio de simbolismo e que vai de certeza prender a sua atenção! Porque não aproveitar a Primavera para percorrer os seus espaços mais icónicos?

Neste espaço cheio de história há uma simbiose perfeita entre natureza, religião e espiritualidade que transparece nos diversos espaços do jardim. Aqui pode disfrutar de vários lagos com repuxos, de jogos de água e de estátuas organizadas por percursos iconográficos. Também os canteiros do Jardim Alagado merecem destaque visto darem a sensação de emergir do meio do lago. Relaxe ao som da natureza e deixe-se levar.

Para saber mais sobre este jardim vá aqui.

7| Serras de Aire e Candeeiros | Percursos Pedestres: Fórnea – Alcaria e Olhos de Água do Alviela

As Serras de Aire e Candeeiros que se localizam nos distritos de Leiria e Santarém, são uma das maravilhas naturais do nosso país e serve de habitat a uma enorme variedade de fauna e flora. É portanto um local de excelência para se ir na Primavera! É possível apreciar todo o esplendor destas Serras, realizando os vários percursos pedestres proporcionados pela mesma.

Por a altura da Primavera, destacamos o Percurso Pedestre Fórnea-Alcaria, no concelho de Porto de Mós . Este percurso inicia-se e termina no café da Bica em Alcaria e permite vislumbrar a Fórnea, um anfiteatro natural que deixa qualquer um rendido ao seu encanto! Possui 500 metros de diâmetro e 250 m de altura e serve de habitat a uma grande variedade de espécies. Durante o percurso, esteja ainda atento à cascata e à ribeira da Fórnea, esta última alimentada pela água que deriva da Fórnea. Deixe-se embalar pelo som deste elemento e envolva-se no verde da paisagem!

Ora deite o olho aqui e saiba mais sobre este percurso!

Experimente também o Percurso Pedestre Olhos de Água do Alviela, em Alcanena, que se inicia e termina na Praia Fluvial dos Olhos de Água. Aqui, pode encontrar a nascente do rio Alviela e acompanhar o percurso da Ribeira dos Amiais. Mais uma vez, disfrute da tranquilidade que a paisagem destas Serras proporcionam e deixe-se contagiar pela mesma.

Para saber mais sobre este percurso aceda aqui.

8| Barquinha Parque

O Barquinha Parque, localizado em Vila Nova da Barquinha, foi inaugurado em 2005 e em 2012 acolheu o projeto: Parque de Escultura Contemporânea Almourol.
Descubra as diversas obras espalhadas pelo parque que permitem apreciar o melhor da escultura contemporânea. Aproveite a Primavera para realizar passeios ribeirinhos ou praticar desporto nesta área verde que se estende por 7 hectares.
Porque não trazer também as crianças para que estas possam usufruir dos espaços lúdicos que este parque possui?
Ora veja aqui!

9| Parque D. Carlos I – Caldas da Rainha


Agora, mais uma sugestão de um sítio onde pode fazer um belo piquenique ao ar livre em família aproveitando a primavera.  Experimente o Parque D. Carlos I nas Caldas da Rainha. Este que é um excelente espaço para se passar uma boa tarde!
Tem várias zonas recreativas, locais onde pode praticar desporto e o Museu Malhoa.  
Descubra ainda as várias esculturas dispersas ao longo do parque.

10| Jardim Buddha Eden

Vamos agora até ao Bombarral, onde podemos encontrar um jardim místico que merece ser visitado durante a Primavera: o Jardim Buddha Eden.
Este possui cerca de 35 hectares e aqui podemos descobrir budas, pagodes, estátuas de terracota e diversas esculturas perdidas entre a vegetação. Sinta a tranquilidade que este espaço proporciona e aproveite para meditar e procurar a felicidade interior!  Em tempos tão incertos como os que estamos a viver porque não ir até um lugar onde é possível promover a reconciliação e a paz?

Curioso? Saiba tudo aqui.

11| Serra de Montejunto-Trilho da Quinta da Serra

A Serra de Montejunto pertencente ao “Maciço Calcário Estremenho”, é detentora de uma flora e uma fauna muito próprias destacando-se as espécies ornitológicas, com 115 espécies de aves identificadas. Dá a possibilidade de se realizarem vários percursos pedestres que permitem disfrutar das particularidades que esta Serra tem para oferecer!

Na Primavera, sugerimos que realize o Trilho da Quinta da Serra, época em que pode disfrutar da floração de várias flores, destacando-se as Orquídeas.  Este percurso tem início e termina no Centro de Interpretação Ambiental da Serra de Montejunto. Aproveite as vistas panorâmicas sobre a Bacia do Tejo que de certeza o vão prender por longos momentos! Também vai conseguir apreciar as vistas sobre Peniche e as Berlengas, outro paraíso natural do nosso país.

Para saber mais sobre este trilho, clique aqui!

Assim termina a nossa sugestão de roteiro que temos a certeza que o deixou inspirado e com vontade de aproveitar o que de melhor tem a natureza nesta altura do ano, no entanto há muito mais para descobrir e apreciar no Centro de Portugal.