As barragens e albufeiras do Centro de Portugal

O centro de Portugal é banhado por diversos rios que nascem nas serras portuguesas e na Meseta Central da Península Ibérica. É neste enquadramento hidrográfico que encontramos diversas barragens de grande dimensão, praias fluviais extraordinárias e albufeiras de perder a vista.

A zona de Leiria, Fátima e Tomar é uma das zonas do centro de Portugal que mais recheada está de barragens e praias fluviais. A barragem mais conhecida no centro é a Barragem de Castelo de Bode, que se ergue do rio Zêzere. É usada sobretudo para a produção de energia elétrica e para abastecimento de águas, mas a sua dimensão e o grande caudal atraem muitos desportistas náuticos.

Nas margens da barragem existem duas praias de excelência já premiadas pela QUERCUS, a Associação Nacional de Conservação da Natureza. Na mesma região, mas já no Rio Tejo, encontramos a Barragem de Belver. A sua albufeira mais espetacular é a Praia Fluvial da Ortiga, que banha a localidade de Mação.

Além de visitar a barragem, vá até à Anta de Rio Frio e à Estação Arqueológica de Vale do Junco. Pode ainda passar por várias Aldeias do Xisto, repletas de história e achados arqueológicos das épocas romana e árabe, com a aldeia de Sarzedas (em Castelo Branco), de Foz do Cobrão (Vila Velha Ródão) e de Figueira (Proença-a-Nova).

Na região de Coimbra é a Barragem da Aguieira (também conhecida como a Barragem da Foz do Dão), na fronteira entre Coimbra e Viseu, que merece a nossa atenção. Situa-se no leito do Rio Mondego e ilustra uma harmonia perfeita entre o rio e a vegetação que o rodeia. Existem diversas ilhas espalhadas pela barragem, o que cria um lago idílico no coração do Dão – Mondego. Faz as delícias dos praticantes de pesca desportiva, natação, vela e remo.

No distrito de Castelo Branco recomendamos a visita da Barragem do Cabril, uma das maiores reservas de água doce no território nacional. O azul intenso das águas do Zêzere contrasta com as rochas imponentes que a rodeiam, o que resulta numa das paisagens mais encantadoras da região. A barragem é próxima de várias Aldeias do Xisto, incluindo algumas “aldeias brancas” da Rede de Aldeias do Xisto, que se destacam entre as outras e são identificadas com este nome pela sua cor branca, devido à cal utilizada para afastar o calor das casas.

Em Idanha-A-Nova, no leito do rio Ponsul, pode encontrar e ver a Barragem de Idanha. É visível e ganha todo um destaque graças à sua grande albufeira com um extenso areal e pequena vegetação – e que terá e será uma dos mais belos parques de campismo do país no qual pode acordar sob uma vista natural única.