É amante de caminhadas ou de passeios de bicicleta? No Centro de Portugal, há encantos e recantos para descobrir. Sozinho ou em grupo, com amigos, familiares ou crianças, há ofertas para todos os gostos.

Por onde começar? A escolha é sua!

Por desporto ou lazer, venha conhecer o Centro de Portugal sobre duas rodas ou a pé. Agarre na bicicleta ou calce preferencialmente botas de marcha, sapatilhas, roupa confortável e aventure-se por vias e trilhos exclusivos até lugares recônditos.

Entre paisagens de mar, serras e vales, rios e cascatas, florestação e terra batida, ar puro e cheiro a natureza, vários são os roteiros e as oportunidades para desfrutar de boas experiências a pedalar ou a andar.

Ciclovias e Ecopistas

Se procura momentos de encontro com a natureza, mas também de descoberta, explore os segredos do Centro de Portugal pelas inúmeras ciclovias e ecopistas desta região.

São vias exclusivas para bicicletas cujos vários percursos proporcionam experiências que quererá partilhar com amigos ou em família.

No Litoral, pedale junto ao mar. A Ciclovia da Estrada Atlântica leva-o por um roteiro pelas fantásticas praias de areal branco da Região do Oeste e de Leiria.

Mas o interesse do percurso está longe de se esgotar no mar. Há história de várias épocas para descobrir, desde o tempo dos Dinossauros até aos castelos de contos de fadas.
De Torres Vedras à Praia de Santa Cruz (ecovia) e continuando pela costa até à Praia da Consolação, do Cabo Carvoeiro em Peniche à Lagoa de Óbidos, sucedem-se deslumbrantes paisagens. Avistam-se as Berlengas e a paisagem marítima que culmina na Foz do Arelho, passando por Óbidos e Caldas da Rainha.

Outro percurso estende-se pelas agradáveis praias de S. Martinho do Porto a S. Pedro de Moel. Recomece as pedaladas ou a caminhada passando pela marginal de Vieira de Leiria ou pelo interior, atravessando o Pinhal do Rei. Prossiga viagem até à Figueira da Foz.

Mais a norte, descubra a Ria de Aveiro, um ecossistema único em Portugal localizado entre Ovar, a norte e Mira, a sul. Escolha um dos percursos cicláveis ou pedestres do projeto NaturRia, no concelho da Murtosa e explore a inigualável beleza natural desta zona.
Entre pedaladas ou caminhadas tranquilas, poderá ver flamingos e garças brancas, praticantes de kitesurf, searas intermináveis, pescadores recolhendo mariscos frescos ou apenas desfrutar do silêncio de praias isoladas.

Conheça também o projeto pioneiro de conservação da natureza e biodiversidade do Município de Estarreja: a BioRia, uma fabulosa rede de percursos pedestres e cicláveis.

Já em Aveiro, agarre numa BUGA e aproveite para conhecer e apreciar os vários exemplos de Arte Nova e Arte Contemporânea ou não fosse Aveiro uma cidade-museu!

Também outras cidades do Centro de Portugal como Viseu, Coimbra, Castelo Branco, entre outras, proporcionam já ciclovias urbanas que convidam ao exercício e à descoberta.

No interior do país, pedale nas ecopistas, antigas linhas ferroviárias que outrora ligaram terras distantes por caminhos de ferro e hoje ligam-no à natureza e a paisagens estonteantes.

Já conhece a Ecopista de Porto de Mós ou a Ecopista do Vouga?

Em percursos bem identificados, deixe-se perder pela beleza infinita de uma região que guarda tesouros visíveis e invisíveis aos olhos.
É ainda no Centro de Portugal que encontra a maior ecopista do país: a Ecopista do Dão, antiga linha ferroviária entre Santa Comba Dão e Viseu com os seus 49 Km de pura beleza.

Outros marcos na paisagem são as aldeias, vinhateiras e agrícolas, que encontra por esta Ecopista, recomendando-se vivamente que visite algumas adegas. Abraçada pelas Serras da Estrela e do Caramulo e acompanhada pelos rios Dão e Mondego, oferece muitos programas para ir mais além. Explorar a encantadora Serra do Buçaco, combinar a viagem a pé ou de bicicleta com um percurso de comboio ou percorrer parte da pista com transfer de regresso, são algumas possibilidades a ter em conta na Ecopista do Dão.

Passeie pelo mais importante sítio com arte rupestre paleolítica ao ar livre. Siga a Grande Rota do Vale do Côa.

Conhecido pelas gravuras que imprimiram a história ao longo deste território, revelando que os ancestrais já o tinham escolhido como local perfeito para habitar, este é um percurso que nos conduz a outros tempos.
Poderá explorar esta Rota que se prolonga por 222 kms, também a pé ou de bicicleta, da nascente à foz do Côa ou em sentido contrário. Visite lugares marcantes como a Reserva Natural da Serra da Malcata, o Castelo do Sabugal, a Reserva da Faia Brava ou o Parque Arqueológico do Vale do Côa, entre outros.

Já conhece a Grande Rota do Zêzere?

O caminho entre a nascente e a foz do Rio Zêzere começa na Serra da Estrela e só termina em Constância. São 370 quilómetros que atravessam 13 concelhos, pontuados por albufeiras, barragens e praias fluviais que refrescam a jornada. Outras tantas Estações Intermodais servem de apoio e organização ao percurso que pode ser feito de forma contínua ou por etapas. Ao longo do trilho, com grau de exigência elevado, diversas empresas apoiam-no na realização de atividades paralelas, como ir de bicicleta elétrica de Constância até à Estrela, desvendar os segredos do Vale Glaciar da Serra ou seguir a Rota dos Apalaches, numa aventura que dura sete dias.

Grande Rota das Aldeias Históricas
Rume às 12 Aldeias Históricas, numa verdadeira viagem pelo passado e a tradição. Esta Rota prolonga-se pelos 600 km de um traçado circular dividido em 12 etapas, que podem ser exploradas ao ritmo de cada um, a caminhar ou de bicicleta. Vá mais longe com os programas propostos por quem conhece bem os locais, no ambiente bucólico das Aldeias Românticas da Raia, uma viagem de 8 dias de descoberta. Pode prolongar a estadia por 14 dias aprendendo um ofício tradicional numas férias verdadeiramente criativas, quer seja em oficinas de artesãos, cursos de pintura e fotografia ou festivais de arte. Também há programas de curta duração, para explorar durante meio ou um dia, descobrindo a Rota das Tradições do Xisto nas aldeias de Góis ou da aldeia que viveu séculos isolada do Mundo: Piódão.

Para os radicais, BTT

Existem vários Centros de BTT na Região Centro que disponibilizam toda informação necessária sobre os trilhos da região. Descubra junto do Centro de BTT de Miranda do Corvo (Serra da Lousã), Pia do Urso (Batalha), Manteigas e Vouzela a sua próxima aventura sobre duas rodas.

Todos os centros estão devidamente equipados, com balneários, estações de serviço para bicicleta com oficinas self-service e zona de lavagens, centros de estágio com estadias, espaços de formação para workshops, e outras condições que possibilitam a prática de BTT e cicloturismo em segurança, com informação turística e técnica, com percursos preparados para vários níveis de dificuldade.

O Centro de Portugal tem condições naturais privilegiadas para a prática de desporto. Venha desfrutar do bem-estar do corpo e da mente, do exercício físico e do contacto com a natureza.

Para mais informações, aceda às plataformas PORTUGUESE TRAILS, RESPONSIBLE TRAILS e CYCLIN´ PORTUGAL, e parta daí à descoberta do Centro de Portugal, um país dentro de um País.

Descubra o lado mais desportivo do Centro de Portugal.

E outras atividades ao ar livre!