O Projeto CRECEER procura promover a Cooperação Empresarial em Ambientes Transfronteiroços Rurais entre Empresas e Entidades nos Setores Agro-alimentares (gourmet) e turismo, através do melhoramento no design dos bens e serviços, e a incorporação dos mesmos nas Tecnologias da Informação.

Esta cooperação empresarial pode ser conseguida criando sinergias empresariais entre os diversos setores turísticos de determinadas áreas de forma a valorizar os seus recursos endógenos, através da criação de uma identificação única.

Desta forma, através do Programa Interreg V-A Espanha-Portugal, dentro do espaço POCTEP (Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal), as regiões fronteiriças do Centro e Norte de Portugal e Castela e Leão criaram uma estratégia de desenvolvimento económico que visa promover em conjunto recursos endógenos nas áreas do turismo e agoralimentar.

O queijo, o vinho, o azeite, as carnes frescas e as frutas são os recursos estratégicos identificados pelo projeto como presentes em todos os territórios* no âmbito do CRECEER.

Igualmente identificados como recursos comuns de interesse turístico estão os parques e espaços naturais, as praias e portos fluviais, as zonas de pesca e os trilhos de caminhada, além de museus e património monumental e histórico. Ainda considerados relevantes e no mesmo âmbito estão os eventos de Interesse Turístico, como eventos desportivos, feiras, festivais de música e festividades religiosas.

Como referido anteriormente, a estratégia a desenvolver pelo Projeto CRECEER, passa por ações de promoção conjunta, através de uma identificação única.

O Centro de Portugal, procura criar uma dinâmica entre as empresas, instituições e agentes económicos regionais, integrando elevados padrões de qualidade e melhorando o design dos mesmo, melhorando a sua competitividade individual, procurando ao mesmo tempo estabelecer uma conexão gradual às Tecnologias da Informação e a sua internacionalização.

Confira os seguintes produtos e serviços, do Centro de Portugal, ao abrigo do Projeto CRECEER:

Rota do Bordado

Os tradicionais bordados são feitos à mão, em tecidos nobres como o linho e a seda, resultando em bonitas e valiosas colchas. Os temas bíblicos, a amizade, o amor e a união do casamento estão neles espelhados por meio de pássaros, árvores, folhas, flores e outros símbolos.

Saiba mais aqui.


Rota do Queijo

O famoso Queijo de Castelo Branco (DOP), produto endógeno e fabricado de forma tradicional, com uma qualidade incomparável, cria a solução perfeita para o lançamento de mais um produto turístico de sucesso.

Saiba mais aqui.


Rota da Cerâmica

É nesta região que existem algumas das fábricas de cerâmica mais prestigiadas do país. As suas peças são passadas de geração em geração e são desde há muito sinónimo de uma qualidade que já ultrapassou fronteiras. Ainda assim, estas empresas souberam inovar e apostar nas novas tendências do design, tal como acontece com a olaria tradicional, que nos últimos anos criou novos produtos, capazes de responder ao gosto de novas gerações.

Saiba mais aqui.


Centenária Feira dos Pinhões

frutos secos

Momentos para reviver e conhecer melhor esta tradição ancestral da Centenária Feira dos Pinhões, na promoção do território e dos produtos endógenos locais num evento anual online. Este ano, com o lançamento da Loja Online “Saberes e Sabores de Ansião”, onde pode adquirir produtos endógenos e ainda artesanato. Na ocasião, foi ainda lançado um documenário contando como tudo começou, “Feira dos Pinhões – a Origem”. Uma iniciativa que contou com a representações da cultura popular através de teatro e rancho folclórico.


Vinhos da Beira Interior com Loja Online

A Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVR BI), através da Rota dos Vinhos da Beira Interior, inaugurou a sua loja online, fazendo desta forma chegar a todo o país os vinhos da Beira Interior, com cerca de 140 diferentes vinhos à escolha. Para além de vinhos, a CVRBI colocou ainda na loja online outros produtos endógenos, como o azeite e o mel.


Coimbra candidata ao Programa Operacional Centro 2020

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra candidatou recentemente projectos ao Programa Operacional Centro 2020, contemplando a Ciclovia do Mondego, a Ecopista do Antigo Ramal Ferroviário da Figueira da Foz, o Eurovelo 1 e Sistemas de Informação ao Público.


O Centro de Portugal é aqui! Continuamos juntos!

*Os 11 territórios abrangidos pelo Projeto CRECEER são a Beira Baixa e Beiras e Serra da Estrela, no Centro de Portugal; Douro e Trás-os-Montes, no Norte; e El Bierzo, Vitigudino, Ciudad Rodrigo, Ávila, Toro, Sanabria e Aliste-Tábara-Alba, em Espanha.