Há mar e mar. Há ir e voltar.

Portugal é o país mais ocidental da Europa e numa posição privilegiada com mais de 900 quilómetros de costa que se estende de norte a sul do país. Esta proximidade com o mar e com as gentes do mar, faz com que se crie excelentes condições para a prática de desportos náuticos. Para além do mar, o Centro de Portugal tem uma relação intrínseca com a água, não apenas na costa atlântica como também nas barragens e lagoas do interior.

Para além dos desportos aquáticos, as Estações Náuticas incluem alojamento, restauração, atividades de animação nas áreas envolventes. A par de tudo isto, existem as artes, as tradições e os saberes e ofícios seculares que se preservam e se valorizam com o aproveitamento destes recursos náuticos.

Em Portugal existem 24 estações náuticas certificadas, 8 das quais no Centro de Portugal: Castelo de Bode, Oeste, Aveiro, Vagos, Ílhavo, Murtosa, Estarreja e Ovar.

Vamos conhecê-las?

Estação Náutica de Castelo de Bode

Estação náutica por excelência, as águas calmas de Castelo de Bode criam uma empatia entre a Albufeira, a Natureza e a Paisagem onde é possível praticar diversas atividades aquáticas como Stand-up Paddle, canoagem ou passeios de barco. Os mais aventureiros vão gostar de saber que Castelo de Bode é a primeira estância do mundo, com cinco pontos de cable systems para a prática de Wake board.

Estação Náutica do Oeste

O Oeste tem mais de 90 quilómetros de costa ao qual ainda acrescentamos a Lagoa de Óbidos, a Lagoa mais extensa da costa portuguesa. É uma estação náutica por excelência e bastante apelativa para a prática de surf ou Kitesurf. Contemplando ainda o arquipélago das Berlengas, a pouco mais de 5 milhas de Peniche, poderá aproveitar para explorar um pouco mais o Oceano atlântico com um passeio de barco e visitar as grutas que ali se encontram. Já nas águas calmas da Lagoa, poderá optar pela prática de windsurf, Catamaran, Paddleboard ou Canoagem. Na Nazaré, para além das ondas e do surf, o Museu (vivo) do Peixe Seco é local de paragem obrigatória, onde poderá ter contato direto com as “gentes do mar” e conhecer o processo do peixe seco.

Estação Náutica de Aveiro

A cidade de Aveiro, a Veneza portuguesa, tem uma ligação inegável com a água, oferecendo atividades náuticas muito diversificadas. Já nas águas mais calmas da Fonte Nova, apenas a canoagem é elegível. Não obstante, a cidade dos canais tem aliada a si uma beleza inconfundível pela sua arquitetura e pela sua cultura. Não deixe de percorrer as suas ruas coloridas e ficar a conhecer uma das mais belas zonas do Centro de Portugal.

Estação Náutica de Vagos

Pela sua extensa costa marítima e zona de águas interiores que atravessam a cidade, está ao dispor dos visitantes uma grande diversidade de infra-estruturas náuticas . Na Praia da Vagueira Sul, é ainda possível ter aulas de Surf, Bodyboard e Longboard onde se pretende afirmar como destino balnear por excelência.

Estação Náutica de Ílhavo

Dono de condições geográficas de excelência, o município de Ílhavo possui quase 7 quilómetros de costa atlântica e detém a maior barra de acesso ao maior porto da Região Centro de Portugal. É duplamente atravessado por canais da Ria de Aveiro, tornando o lugar ideal para a prática de desportos náuticos. O Clube Náutico Boca da Barra oferece aos visitantes uma experiência de barco à vela, onde se pode apreciar os famosos Palheiros da Costa Nova de um outro ângulo, do lado do mar.

Estação Náutica da Murtosa

No coração da Ria de Aveiro, a Murtosa é dona de uma riqueza paisagística e ambiental inigualável. É aqui possível andar de Moliceiro à Vela, de forma tradicional e é possível assistir à construção destes mesmos moliceiros no Estaleiro de Construção Naval Tradicional do mestre José Rito. As decorações e pinturas (humorísticas) são da autoria de José Oliveira, que decora embarcações há mais de 30 anos.

Venha connosco.

Estação Náutica de Estarreja

Estarreja é um município cujas raízes estão inteiramente ligadas à água, sendo banhado a poente pelos braços da Ria de Aveiro, originando uma população inteiramente ligada às atividades náuticas. Esta estação Náutica divide-se em dois polos: o primeiro em Pardilhó e o Ribeiro do Salréu. O Pardilhó é o local onde ainda hoje nascem as embarcações de madeira, estando já projetado o futuro Centro de Interpretação de Construção Naval, que nascerá ali. O segundo é o Ribeiro de Salréu, e é onde se situa o Centro de Interpretação Ambiental da BioRia, um projeto de valorização da Ria de Aveiro em termos ambientais e o local ideal para a prática do Birdwatching.

Preparado?

Estação Náutica de Ovar

A Estação Náutica de Ovar está centrada em três recursos naturais: Barrinha de Esmoriz, Mar e Ria de Aveiro. A sua localização privilegiada faz desta cidade uma das pioneiras em vela de recreio. Aliado ao seu património histórico e cultural é outro local de passagem obrigatória.

Siga as coordenadas e descubra o Centro.

Recentemente foi aberto um portal dedicado ao turismo náutico nacional, Nautical Turismo, onde poderá encontrar informações sobre as várias estações náuticas de norte a sul do país, e ainda a oferta de serviços que as mesmas colocam à disposição de quem as visita.