No filme “Sideways”, dois amigos decidem embarcar numa viagem pela região vinícola da Califórnia. Uma roadtrip por paisagens cénicas cheias de colinas verdes e planícies repletas de vinhas com três propósitos: Divertimento, relaxamento e beber vinho. O filme, realizado por Alexander Payne em 2004, acabou por vencer um Oscar de melhor argumento adaptado.
E porque não adaptar este argumento à sua vida neste Verão? A região Centro de Portugal tem uma admirável tradição vinícola e está recheada de diversidade paisagística e climática, características propícias para vinhos com uma multiplicidade de sabores, mas de ímpar qualidade. Por isso, sugerimos-lhe um roteiro de enoturismo que atravessa quatro das nossas deslumbrantes regiões, Oeste, Médio Tejo, Serra da Estrela e Dão. Meta uma mala no carro, arranque e saboreie cada quilómetro desta viagem.

A jornada inicia no Oeste, na vila do Cadaval. Lá, no sopé da Serra de Montejunto, vai encontrar a Quinta do Gradil, uma propriedade secular cheia de histórias que já foi, inclusivamente, propriedade do Marques de Pombal. É uma das mais antigas herdades vitivinícolas da região. O antigo celeiro foi convertido num restaurante, cujo Chef idealiza menus de degustação específicos e sabores que se misturem harmoniosamente com os vinhos da produzidos pela quinta. Há várias experiências à disposição dos visitantes, incluindo um tour na quinta que inclui as histórias da casa e o processo de viticultura, passando pela adega e terminando com uma prova de vinhos selecionados. É ainda possível fazer um passeio a cavalo entre as vinhas e a floresta nas redondezas, um tour de birdwatching, caminhadas diversas na natureza e uma experiência num moinho de vento no topo da serra, que inclui assistir à moagem dos cereais e até participar no processos de amassar e cozer o pão.

A viagem prossegue pelo Médio Tejo. Após explorar as misteriosas ruas históricas da cidade de Tomar, arranque no sentido Este, rumo a Valdonas, onde poderá fazer uma visita à Quinta Herdade dos Templários, onde lhe esperam várias experiências antes de provar os seus vinhos brancos, tintos, rosé e moscatel. Desde um passeio pelas vinhas com explicação detalhada do ciclo da videira e os diferentes tipos de castas cultivados a uma visita à adega passando pelas diversas etapas da vinificação dos vários tipos de vinho desde a entrada das uvas, a fermentação alcoólica, o estágio em barricas, até ao engarrafamento. Após saciar a sua curiosidade, poderá então saciar o palato e outros sentidos, com uma prova sensorial de cinco vinhos selecionados num ambiente acolhedor, acompanhada pela degustação de produtos locais, como queijos regionais, enchidos tradicionais e pão artesanal.

Siga para Nordeste, em direção à vila de Unhais da Serra, na vertente Sudoeste da Serra da Estrela. A 600 metros de altitude, vai encontrar a Quinta da Vargem, propriedade dos descendentes do escritor Almeida Garret. Para além de oferecerem várias atividades de enoturismo, que incluem visita às vinhas e à adega tal como a provas de vinhos que produzem com a casta Chardonnay que a família trouxe de França, é também um sítio onde pode pernoitar e descansar antes de seguir viagem. Tem sete quartos, piscina e um campo de ténis rodeado por árvores, onde se poderá exercitar antes de saborear os néctares da quinta. O empreendimento organiza também caminhadas na montanha, colheita de frutos vermelhos e passeios micológicos, com apanha de cogumelos silvestres na altura do Outono e Inverno.

Seguidamente, prossiga para Norte, a caminho de Penalva do Castelo. Vai lá encontrar a Casa da Insúa, um hotel de charme instalado num edifício barroco do século XVIII, construído por Luís Albuquerque, antigo governador colonial no Brasil. Pode percorrer os seus salões cheios de história e até visitar um núcleo museológico que reúne antiguidades que testemunham o passado da quinta, tal como vários artefactos exóticos que o antigo governador trouxe do Brasil, como utensílios de caça e pesca artesanais dos índios brasileiros. É possível agendar uma visita guiada às vinhas e à adega da quinta, tal como fazer uma prova de vinhos sob orientação de um enólogo. Para acompanhar o néctar de Baco, a quinta organiza workshops de produção de queijo da serra, numa queijaria própria nas suas instalações. Poderá ainda passear nos seus esplêndidos jardins oitocentistas ingleses e franceses e relaxar numa piscina exterior aquecida. Poderá então pensar no regresso ou, simplesmente, deixar-se ficar.