Com uma área aproximada de 120 km2, e constituído por cinco freguesias – Beijós, Cabanas de Viriato, Carregal do Sal, Oliveira do Conde e Parada – surge, no interior centro do país Carregal do Sal.
Situado na zona planáltica da Beira Alta, entre as Serras da Estrela e do Caramulo e é limitado, a Norte pelo Rio Dão, e a Sul pelo Rio Mondego, ficando localizado a cerca de 30 km de Viseu, Distrito onde se insere, é servido por importantes vias de comunicação e excelentes acessibilidades que lhe permitem o acesso rápido e ótimas condições de ligação ao resto da Europa.
Os seus usos, costumes e tradições estão ainda bem vivos na alma e coração das suas gentes que vivem, de forma intensa, as festas e romarias entre as quais destacamos as Festas do Concelho, que integram a Feira Industrial e Comercial do Concelho, e que, durante 9 dias, conferem um colorido e animação próprias à Vila sede culminando com a comemoração do Feriado Municipal, na 2.ª feira a seguir ao terceiro fim-de-semana de Julho e o genuíno cartaz turístico- Carnaval de Cabanas de Viriato, com a tradicional Dança Grande.
E Cabanas de Viriato é a terra de Aristides de Sousa Mendes, o Cônsul Português em Bordéus que salvou a vida a milhares pessoas durante o holocausto nazi.
A localização geográfica do Município, as boas vias de acesso, o clima, e a suas riquezas naturais, em que se inclui o pinheiro manso, constituem fatores e potencialidades determinantes para o seu desenvolvimento económico. Acresce o fomento do turismo cultural, assente na existência de casas solarengas, monumentos e sítios arqueológicos integrados em circuito, cuja gestão patrimonial se tem processado através do Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria.
Rico em sabores e aromas, o Concelho apresenta à mesa o pão, as azeitonas, os torresmos da feira, os bolos tortos com queijo ou requeijão…Para acompanhar, os famosos vinhos do Dão produzidos com a qualidade ímpar das castas Tinta Roriz, Touriga Nacional, Encruzado e Malvazia Fina. E, para aperitivo, a sugestão é a genuína Ginja Victor, criada pelo carregalense António Victor Soares Júnior, em 1933.