Entre fósseis e vestígios de dinossauros, o sol e o mar que revigoram corpo e mente, as emoções de batalhas decisivas, o calor da Aguardente e histórias de amor que perduram no tempo… quem consegue ficar indiferente?
A Lourinhã situa-se a cerca de 45 minutos de Lisboa e do seu aeroporto. Neste território com 142 km2, são vários os locais de interesse para residentes, visitantes e turistas que também escolhem viver neste concelho. A fundação da Lourinhã remonta ao Séc. XIII, tendo património edificado de grande significado histórico e religioso, 12 quilómetros de costa com magnificas praias, que convidam à prática de desportos aquáticos, entre outras atratividades.
A Lourinhã é conhecida como a capital dos dinossauros, sendo palco de descobertas únicas no mundo! O Museu da Lourinhã e o Dino Parque Lourinhã (com mais de uma centena de exemplares à escala real), são dois núcleos de visitação importantes, onde os visitantes viajam há 252 milhões de anos.
Na aldeia do Vimeiro, a história ficou marcada pela batalha decisiva travada a 21 de agosto de 1808, onde o exército napoleónico, comandado por Junot, foi derrotado pelas forças anglo-lusas, comandadas pelo General Wellington, pondo fim à Primeira Invasão Francesa em Portugal. Este episódio da história está representado no Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro.
Na aldeia de Moledo, percorremos uma rota de esculturas, que homenageiam aquela que foi a história de amor mais trágica de que Portugal tem memória: o romance de D. Pedro I e Inês de Castro, que aqui também teve vários episódios.
Falar da Lourinhã implica falar da “Aguardente DOC Lourinhã”, produzida na única Região Demarcada existente em Portugal, lado a lado com as francesas Cognac e Armagnac. Vamos a uma prova?
A Lourinhã espera por si.