Mais de 900 anos de História

A 9 de maio de 1111, Sátão recebe pelas mãos de D. Henrique e sua esposa, D. Teresa, a primeira carta de foral como recompensa e agradecimento da lealdade do nosso povo. Concelho mais antigo que Coimbra, outrora constituído por cavaleiros vilãos, jugadeiros e peões, Sátão, desde a sua criação até aos nossos dias, é um concelho abundante de história, património religioso e arqueológico, repleto de simbolismo.

Integrado na Região Demarcada dos vinhos do Dão, caracterizado pelo verde dos pinhais e dos campos em contraste com os vales graníticos e xistosos, percorridos pelos inúmeros cursos de água, com extensas vinhas cultivadas numa paisagem planáltica, envolto em condições climatéricas agressivas, oferece uma enorme diversidade em termos de castas, bagas, frutos, vegetais e cogumelos, sobretudo o Míscaro, ex-líbris do concelho.

Sátão, outrora muito ligado à religião, possui uma vasta arquitetura nesta área um pouco por todo o concelho, bem como um riquíssimo património gastronómico, onde podemos descobrir sabores únicos, feitos por mãos sábias e heranças antigas.

Além de toda a história e cultura, o concelho tem ainda para nos oferecer infraestruturas modernas destacando-se a sua magnífica Praia Fluvial do Trabulo, local de lazer e bem-estar que, devido às características naturais, proporciona recantos de enorme beleza e um ambiente único, onde a natureza em estado puro, nos convida a desfrutar intensamente este lugar.

Descobrir o Sátão é apreciar as suas ricas paisagens naturais, o seu património gastronómico, a riquíssima arquitetura religiosa e os vestígios arqueológicos, marcas do tempo e da história de um concelho com mais de 900 anos.