Tomar é um lugar de história, de mistérios, de esconderijos… É um lugar que tem de desvendar!

Tomar, a cidade templária que se desenvolveu a partir da construção do seu Castelo, mandado erguer em 1160 por D. Gualdim Pais, Grão-Mestre da ordem do Templo, que viria a ser sede dos cavaleiros-monges em Portugal, é um lugar que alia uma beleza inolvidável à presença histórica, carregada de simbolismo e misticismo.

Os magníficos jardins, como o Parque do Mouchão e a Mata dos Sete Montes, são espaços que vai querer descobrir. Assim como a Albufeira de Castelo de Bode, um espelho de água rodeado por pinhais, com pequenos ilhéus, que propicia paisagens deslumbrantes.

O património edificado é outra das razões porque não deve deixar de visitar esta região. O Convento de Cristo, a “jóia da coroa”, é um monumento datado do século XII, foi designado pela UNESCO, em 1983, património da humanidade. Caracterizado por diversos estilos arquitetónicos, tem como principais atrações a Charola (igreja original dos templários) e a famosa Janela do Capítulo (estilo manuelino), ornamentada com motivos marinhos em honra da época dos descobrimentos. Em Tomar pode também visitar a mais antiga Sinagoga existente em Portugal.

Mas em Tomar também encontra tradição…

De 4 em 4 anos, em julho, esta cumpre-se através da Festa dos Tabuleiros, com origem que remonta ao Culto do Espírito Santo, instituído no século XIV, nela se vislumbram as antigas festas das colheitas. Na Festa as mulheres desfilam com tabuleiros carregados de pão e flores sobre a cabeça. O Colorido das flores e a alegria popular misturam-se num ambiente efervescente.

Muito mais haveria para dizer, mas não queremos… vai ter de descobrir por si este lugar com história!