Belo solar situado na região de Viseu, com origem no século XVII. A Quinta de São Caetano foi residência da Viscondessa de São Caetano, doada à Santa Casa da Misericórdia de Viseu e está associada ao “crime da Poça das Feiticeiras”, servindo de inspiração para diversas obras de literatura. Destaca-se a recente obra “Eugénia e Silvina”, da autoria de Agustina Bessa-Luís, publicada em 1990. Entretanto, em 1936 a Quinta de São Caetano é comprada em hasta pública por Bernardo Vieira de Matos, pai de Júlio Vieira de Matos, actual proprietário.

A casa dispõe de quartos confortáveis e elegantes. A sala de jantar, acolhedora, reúne um conjunto de objetos de coleção e belos azulejos. O jardim convida à inspiração e a descoberta de árvores centenárias, fontes e lagos cristalinos.

Registo Nacional de Turismo ET nº 1217

Nota: Texto retirado do site https://www.solaresdeportugal.pt/pt/quinta-de-sao-caetano