O ciclo de doze eventos irá decorrer de setembro a novembro deste ano, entre sexta, sábado e domingo, realizando-se um dia em cada aldeia. Cada evento será dedicado a uma atividade cultural, que pode variar entre artes performativas, música, ou instalação audiovisual. Cada atividade será apresentada num espaço exterior ou interior, de relevância patrimonial, e onde seja possível o controlo do acesso de público e a aplicação de medidas sanitárias adequadas. De modo a dar a conhecer as 12 aldeias durante o ciclo – dentro do limite de pessoas a definir -, as Aldeias Históricas de Portugal vão criar pacotes de fim-de-semana com “espetáculo + dormida + refeição” com uma rede de alojamentos que venha a associar-se à iniciativa.

Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso integram a redes das Aldeias Históricas de Portugal. “Um destino que são 12” não-massificado, com uma oferta sem igual em lazer, aventura, História, património, cultura, gastronomia, vinhos, natureza e wellness, longe do bulício das cidades.

De modo a garantir a segurança de todos os participantes, mas também das comunidades locais, as 12 festas que compõem o Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” vão ser limitadas ao público e sujeitas a inscrição prévia.