5º  Rali  Santa  Joana  —  Ponto  Urbano

19 de Setembro de 2020

                Em 2015 o CACF-Clube de Automóveis Clássicos da Feira, entidade associativa com passado relevante na realização de ralis de regularidade histórica e fortes ligações à cidade de Aveiro, decidiu levar a efeito a tarefa de fazer renascer o Rali Princesa Santa Joana, prova emblemática Aveirense, que chegou a alcançar relevo a nível Europeu nos primeiros anos da década de 70 .

                O atual Rali Santa Joana, dadas as qualidades evidenciadas logo no início, integra o Campeonato de Portugal da modalidade desde a sua segunda edição.

                Este ano, a 19 de Setembro, a prova, com partida às 10:30 em Valongo do Vouga e imediata realização de uma prova Super Especial, percorrerá durante o dia os interessantes e míticos percursos dos concelhos de Águeda, Albergaria-a-Velha e Sever do Vouga, terminando em Aveiro, às 18:30, com a habitual Prova Espetáculo no Cais da Fonte Nova, onde, desde as 15:30, decorrem diversas atividades de exposição, entretenimento e demonstração relacionadas com o automobilismo.

                Como nas edições anteriores, a prova será objeto de peça televisiva transmitida em 3 canais, a qual, além da prova desportiva em si, divulga também os encantos e o nome da cidade de Aveiro.

                A organização, que este ano teve dificuldades acrescidas devido à implementação das  medidas de contenção sanitária estabelecidas no protocolo efetuado entre a FPAK-Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting e a DGS-Direção Geral de Saúde, bem como as medidas estabelecidas pela CMA-Câmara Municipal de Aveiro, apela ao público e concorrentes para que, no dia, cumpram as normas estabelecidas, divulgadas através de cartazes, de elementos policiais e da organização e da instalação sonora existente no recinto das atividades finais. Se assim acontecer, as atividades automobilísticas de estrada canceladas durante mais do que 3 meses e que recomeçaram sem incidentes no passado dia 4 de Julho, continuarão a poder realizar-se sem colocar em risco a saúde pública dos Portugueses.