Eduardo Lourenço é destaque da agenda de maio e junho da Biblioteca da Guarda.

Maio, continua a ser o mês de Eduardo Lourenço na Biblioteca Municipal da Guarda, como tal, na primeira agenda após o segundo confinamento por Covid-19, a BMEL evoca o Patrono no mês do seu nascimento, dedicando-lhe algumas atividades a realizar em maio. E são elas: uma mostra de serigrafias da autoria dos alunos de artes da Escola Secundária da Sé, com o nome “Olhares sobre Eduardo Lourenço”, para visitar entre 20 de maio e 30 de junho; a apresentação do conto “Mãos que escrevem história” por Anabela Matias, fruto de uma residência literária inserida no projeto INCENTIVART, dia 22 de maio (16h00); uma conversa com o escritor Álvaro Leonardo, sob o tema “Portugal e a identidade portuguesa: porquê e para quê? – Reflexões sobre as visões de Eduardo Lourenço, a ter lugar dia 27 (17h30) e o espetáculo de arte performativa e cénica “Guarda, o Labirinto do Futuro ou Eduardo Lourenço na Saudade”, numa criação e interpretação de Luciano Amarelo e Ana Couto, a realizar nos dias 28 e 29, às 21h00. Esta homenagem a Eduardo Lourenço e à Guarda surge no âmbito de mais uma residência INCENTIVARTE – Incubadora de projetos artísticos, do Município da Guarda.

No que toca às restantes propostas que constituem a agenda da BMEL, para os meses de maio e junho, salientamos o privilégio dado aos livros, base da existência das bibliotecas. Nessa linha, decorrerão nestes dois meses 8 apresentações de livros, algumas das quais anteriormente adiadas devido à pandemia: “Quase memórias de um lugar e de outras andanças”, de António de Castro Guerra, no dia 7 de maio, às 18h00; “Tempo, imaginário e linguagem”, de Jorge Maximino, no dia 27 de maio, às 18h00; “A Ira do Pelicano”, de Carlos Carvalheira, dia 4 de junho, às 18h00; “ Explosões Emocionais”, de Augusto Barbosa, apresentado dia 5 de junho, às 16h30; “As Aventuras dos 8 Amigos, da autoria de alunos com adaptações curriculares da Escola Carolina Beatriz Ângelo, no âmbito de uma oficina de escrita dinamizada pela Câmara da Guarda, a apresentar dia 14 de junho, às 18h00; As estradas são para ir” de Márcia, no dia 18 de junho, às 18h00; “ O Neto do Homem mais Sábio” (biografia de José Saramago), de Tomás Guerrero, dia 19, às 16h00 e, por último, “Refracções”, de Jorge Maximino, a 26 de junho, às 17h00.

Salientamos ainda, a realização de mais uma conferencia internacional do Ciclo A Europa dos Escritores. “A Ibéria e a Europa nas perspetivas de António Sardinha, Fernando Pessoa e Mário Saa” é o título da desta conferência por José Rui Teixeira, a ter lugar no dia 8 de junho, às 18h00.

Já dia 12 de junho, às 17h00, Rui Spranger vem à BMEL ler alguns dos seus textos. “Poesia com Pintura dentro” é o nome desta iniciativa conjunta da biblioteca e do Museu da Guarda, no âmbito da 5ª edição do Simpósio Internacional de Arte Contemporânea da Guarda.

Faz ainda parte das propostas da Biblioteca Municipal, a sessão de poesia “Olhar oblíquo” – leitura de poemas de Fernando Pessoa, Eugénio de Andrade, por Rui Spranger, numa organização de Jorge Maximino e BMEL, dia 26 de junho, às 16h30.

Ao longo de maio e junho realizam-se ainda ateliers/oficinas/ performance: “A grande viagem do pequeno MI”, por Ana Raquel e Beatriz Marques Dias, dia 15 de maio, às 10h30, performance de dança, música, literatura e ilustração para crianças dos 6 aos 10 anos; “ Oficinas de ilustração, com Marina Palácio, de 24 a 28 de maio, para JI rede pública; “Bugs in a blanket (Pulgas no cobertor)”, por Ana Mourato, dia 12 de junho, às 15h00, para crianças dos 3 aos 6 anos; “Dinâmicas para contar, criar contos e medir grupos (dos 3 aos 6 anos), também por Ana Mourato mas, desta vez, para psicólogos, bibliotecários, contadores de histórias ilustradores, pais, professores, educadores, no dia 12 de junho, às 10h00;

Por último, no que diz respeito a exposições, a BMEL, como um dos espaços expositivos da grande mostra de Agostinho Santos na cidade, apresenta “Bruto” (com curadoria de Valter Hugo Mãe) até 16 de junho. Também, de 21 de junho a 20 de agosto, poderá ser visitada na biblioteca a exposição “O Clima” Concurso – Moeda de coleção comemorativa, da Imprensa Casa da Moeda e da CMG/BMEL.

Consulte aqui agenda.