“Temos um potencial poderoso na nossa juventude, e devemos ter a coragem de mudar as ideias e práticas obsoletas para que possamos dirigir o seu poder para bons fins”. Mary McLeod Bethune.
O início da nova década, 2020, em retrospetiva é considerado um annus horribilis, marcado pela pandemia covid-19 e os eventos turbulentos que se seguiram. Mas apesar de ter sido um ano de disrupção, também se revelou um ano com mais criatividade, rumo a uma aceleração digital sem precedentes. Neste contexto, muitos jovens foram responsáveis pela inovação e alguns pela resiliência que demonstraram, continuando com o seu trabalho e desafiando a inércia pandémica.
Por outro lado, muitos países da Europa continuam com a crise sanitária manifestando-se nas crises das democracias liberais. Portugal, por sua vez, está na liderança da Presidência do Conselho da União Europeia, com a incumbência de liderar a Europa em direção a um novo rumo, desafiado pela emergência de populismos. No âmbito do seu programa, um dos focos recaí sobre a área da juventude, especialmente os jovens, procurando-se criar mecanismos, espaços e recursos adequados para que estes tenham mais oportunidades. O objetivo é ajudar e reforçar os jovens a continuarem empenhados nas suas comunidades, dispostas a trabalhar, juntamente com os decisores, em soluções que beneficiem a sociedade em geral.
Com isto em perspetiva, propõe-se, no âmbito das comemorações do “25 de Abril”, a realização de 3 tertúlias focadas na temática da juventude, debruçando-se sobre os assuntos mais prementes em Portugal e também na União Europeia, estando todos ligados pelo elo simbiótico europeu. Almeja-se refletir e debater sobre os desafios que os jovens com múltiplas identidades enfrentam em democracias cada vez mais frágeis, e como podem estes navegar neste mar de desinformação, tornando-se bons cidadãos digitais. Este ciclo de tertúlias termina com uma reflexão que incide sobre a arte e a cultura, questionando o seu papel e a importância de se inovarem e ressuscitarem, contribuindo para uma sociedade mais consciente, politicamente e culturalmente ativa. Os oradores convidados destas tertúlias serão brevemente anunciados, ficando a condução das ações a cargo de Corina Lozovan.

Ciclo de Tertúlias
25 de Abril – Democracia, Múltiplas Identidades e Ser Jovem 10 de abril de 2021 | sábado | 14h30 | Plataforma online Zoom
Democracia 3.0 – A Era Digital e a Desinformação 17 de abril de 2021 | sábado | Plataforma online Zoom
25 de Abril em Tempos de Pandemia: Reinventar a Arte e a Cultura 24 de abril de 2021 | sábado | Plataforma online Zoom