É já partir do dia 10 de outubro que o Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela abre portas para mais uma edição, a 26ª. A Casa Municipal da Cultura de Seia volta a receber dezenas de documentários e filmes dedicados à temática ambiental, numa altura particularmente desafiante para todos.

O CineEco 2020 acontece em duplo formato – físico e digital – dadas as contingências inerentes ao atual cenário de crise pandémica. Os 77 filmes e documentários oriundos de 25 países serão exibidos em sala, mas com evidentes restrições na admissão de público e respeitando todas as recomendações da Direção-Geral de Saúde.

Já as Ecotalks serão transmitidas, via streaming live no Facebook do CineEco. Ao todo vão ser 5 debates online, com duração de uma hora, sobre as temáticas atuais associadas ao cinema e ambiente. No dia 11 de outubro, Mário Branquinho modera o debate “Festivais de Cinema! E agora?” com Ilda Santiago, diretora de Cinema do Rio (Brasil) e Fernando Vasquez, do Fest – Festival Novos Realizadores Novo Cinema, sobre o futuro da Sétima Arte face à crise pandémica e ao recrudescimento das transmissões streaming. Será que as plataformas streaming estão mesmo a retirar essência aos eventos?

Todas as Ecotalks têm transmissão live, às 17 horas, no Facebook do CineEco, sem necessidade de pré-registo ou inscrição obrigatória.

As atividades paralelas estão igualmente contempladas na 26ª edição do CineEco, mas também vão ser alvo de restrições no acesso ao público e respeito pelas normas de segurança, higiene e distanciamento.

Todas as sessões e atividades paralelas irão decorrer em sala e estão sujeitas a marcação prévia, não estando previstas sessões online.

Um dos mais antigos festivais de Cinema Ambiental do mundo, o único do género em Portugal, conta com uma Seleção Oficial de 77 filmes, de mais de 25 países, com abordagens diversas sobre temáticas ambientais e de sustentabilidade.

O CineEco 2020 é organizado pelo Município de Seia e conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República e do Departamento de Ambiente das Nações Unidas. Conta ainda como patrocinador principal a Lipor e com o patrocínio das Águas do Vale do Tejo.