A exposição “Os diferentes Rostos de Maria” estará patente no Welcome Center de Fátima, Posto de Turismo, de 16 de julho a 29 de agosto, da artista Ana Oliveira.

Em 2017 quis o destino que eu estivesse a viver em Fátima. Neste período da minha vida eu encontrava-me à procura de mim mesma, e a tentar viver daquilo que mais gosto de fazer: Arte.

Neste regresso à cidade onde estudei, e na qual tenho raízes, reencontrei-me também com a energia de Mãe Maria.

Fundir a minha sensibilidade com o meu trabalho começou aí. Por entre as minhas orações na Capelinha e os momentos de Silêncio nos Valinhos, senti muitas vezes a presença Divina desta Mãe que nos acolhe, de uma forma doce. Nestes momentos, Ela ia deixando mensagens que traziam alento às minhas inseguranças, trazendo também o fogo que inflamava cada vez mais a minha Fé.

Por este motivo, eu comecei a andar com as minhas aguarelas comigo, prontas para registar cada momento, cada emoção, sempre que fosse necessário, e de cada presença, de cada manifestação, apesar de sentir sempre esta energia doce, era como se houvesse um Rosto diferente, que no fundo se espelha em cada coração, cada raça, cada crença e em cada emoção. Porque o Rosto da Mãe, mais não é que o espelho do filho.

Deste modo esta exposição reúne vários estudos de forma e também desenhos originais, que representam a minha devoção, não só a Maria, como também a este lugar que conheci como sendo o Altar do Mundo.

Que esta exposição possa inspirar cada ser no reencontro com Maria e na sua própria manifestação de Fé.

O meu Caminho nas artes começou bem cedo.
Em criança usava o desenho para me expressar e a composição para estabelecer uma ordem visual apelativa num espaço. Não seria de estranhar que o meu caminho iria passar pelas Belas Artes, onde me formei em Escultura e em Escultura Pública. O meu trabalho reflecte-se em várias áreas, sendo o desenho o elo de ligação de todas elas. Em 2005, após concluir o Curso Tecnológico de Design, Cerâmica e Escultura, início a minha formação em Escultura nas Belas-Artes de Lisboa. O meu percurso académico é concluído em 2012 com o Mestrado em Escultura Pública.

Os trabalhos realizados durante o período académico foram sempre motivo para integrar e organizar exposições colectivas e individuais, o que permitiu estar integrada em espólio artístico no Hospital Santa Maria em Lisboa com o desenho “7 meses”, na Cidade Universitária de Lisboa com a escultura “Fruto”, na Câmara Municipal de Ourém com a escultura “Oureana”, Mural Comemorativo “40 anos SNS” no Hospital de Tomar, bem como na colecção privada de Roberto Chichorro com o desenho “Últimos Verões”, entre diversas colecções privadas espalhadas neste momento por todo o Mundo.

Ana Oliveira