A LAMPANTANA confecionada com carne de ovelha, assada em caçoila de barro e servida com batata “fardada” e grelos a acompanhar, é, desde tempos imemoriais, uma das especialidades gastronómicas do Concelho de Mortágua.

Dos inúmeros rebanhos de gado lanígero que outrora pastavam pelas abundantes encostas de urze do concelho de Mortágua terá surgido o ingrediente fundamental à qualidade deste prato forte e suculento que em dias de festa era, e continua a ser, rei à mesa, por Terras de Mortágua.   

Embora desconhecendo com rigor a origem desta iguaria, são várias as histórias que guardamos das anteriores gerações e que a procuram explicar. Conta-se que, aquando da passagem das tropas napoleónicas pela região, as populações teriam, estrategicamente, envenenado as águas. Como era preciso cozinhar a carne, teria sido utilizado, como recurso, o vinho. Da aliança entre estes dois ingredientes terá resultado este prato de excelência, cujo segredo na confeção e no tempero foi sabiamente guardado e perpetuado até nós.

Nestes três dias, de 30 de outubro a 1 de novembro, propomos que (re)descubra a Lampantana de Mortágua acompanhada com o bom vinho tinto do Dão produzido em Mortágua pela Sociedade Agrícola Boas Quintas e que o Município lhe oferece.

Faça já a sua reserva num restaurante aderente.

“Com distanciamento e segurança, cumprindo as Normas da DGS”