Peça de Teatro “Pelo andar da Carruagem” dias 18, 19, 25 e 26 de Setembro

“Pelo Andar da Carruagem” é a nova estreia do Teatro do Montemuro. Um espetáculo ambulante na ecopista do Dão, onde convidamos 15 pessoas por sessão a deslocarem-se de bicicleta e respetivos capacetes cedidos pelo Teatro do Montemuro. A idade mínima de participação é de 12 anos e todos os participantes têm de saber andar de bicicleta. Da locomotiva às automotoras centenas de pessoas têm recordações de outrora. Venha redescobrir a ecopista do Dão, relembrando a antiga linha férrea do Dão.

Peça de Teatro “À espera que volte” de 6 a 20 Outubro e 8 a 16 de Novembro

O Teatro do Montemuro vê no projecto “À Espera que volte” a necessidade de reflexão e a consciencialização através dos mais jovens, sobre a importância da água e sustentabilidade dos recursos naturais. A água é um bem essencial para a nossa existência/sobrevivência, e nós…temos consciência disso? Os mais pequenos têm já esta consciência da preservação da água, poupança e reutilização. A escola contribui claramente para esta sensibilidade. Também o Teatro do Montemuro tem esta preocupação e quer partilhar esta reflexão com o público, através da história de uma viagem mágica de uma gota de água. Não será por certo um acaso reconhecer durante o espetáculo que esta gota de água nos apresenta o Ciclo da água, a sua viagem.

Peça de Teatro ” FUTEBOL” dias 2, 10, 16, e 22 de Outubro, 6 e 25 de Novembro e 7 de Dezembro

O “FUTEBOL” espectáculo tem a duração de cinco mil anos: inicia-se como um rito das primeiras sociedades sociedades agrárias; transforma-se em competição na Idade Média; modifica-se no encontro com os cultos míticos da América Central e do Sul até se transformar no jogo moderno actual.
Neste jogo popular e erudito, a participação dos adeptos presentes na plateia será decisiva durante todo o encontro.

Peça de Teatro ” O Ultimo Julgamento” dias 23, 29, 30 e 31 de Outubro e 12, 20 e 21 de Novembro

Deparamo-nos com um julgamento algo insólito.
Um senhor velhinho e quase surdo mas hábil com as palavras está a ser julgado não se sabe muito bem porquê. Recebeu uma carta para comparecer. A queixosa também não sabe muito bem porque motivo se encontra em tribunal. Juiz, advogados e meirinho numa frenética e cómica trapalhada. Personagens surreais, situações esquizofrénicas num espetáculo pautado essencialmente por momentos hilariantes e que constantemente surpreendem.

Peça de Teatro “Germinação” dia 13 de Novembro e 4, 5, 10, 11, 12, 18 e 19 de Dezembro

Alpindo e Boleta são dois amigos gaiteiros
também pantomineiros.
Para eles a vida é jardinagem
e uma constante viagem.
Gostam tanto de histórias e de viajar,
que levam nas mochilas muito que contar.
Falam tanto de reis da história de Portugal
como de palavrinhas inventadas com sabor musical.
Fazem germinar ideias
como o rio dá lampreias.
Um podia ser Florindo e a outra Borboleta
mas, ei-los, meninas e meninos, Alpindo e Boleta,
num teatrinho de canção
que se chama Germinação.

Fonte: Programação Teatro Regional da Serra de Montemuro

DOI: https://teatromontemuro.com/agenda/