Saltar para o conteúdo

Nesta rubrica de reportagens são retratados espaços que estão presentemente abandonados ou devolutos e que reúnem características que os dotam de potencial para um investimento turístico.
São espaços despidos de vida, mas que guardam histórias e/ou memórias de quotidianos de outrora e que possuem valências a nível patrimonial, arquitetónico, cultural ou paisagístico, passiveis de requalificação e potencialização. Em alguns casos, estes imóveis escondem um passado auspicioso, que é contextualizado com a decadência do presente e o ponto de interrogação promissor que envolve o seu futuro.
A rubrica visa dar a conhecer e promover novas oportunidades de investimento no sector turístico da Região Centro de Portugal.