23 MARçO 2018
Páscoa: uma época privilegiada para visitar o Centro de Portugal!

Estamos na altura do ano mais importante para a fé cristã. A Páscoa, que celebra a morte e a ressurreição de Cristo, é celebrada um pouco por todo o país e, de uma forma muito vincada, na região Centro de Portugal.

 

Ao mesmo tempo, esta é a parte do ano em que a natureza também ela renasce depois dos rigores invernais, numa explosão de cores e aromas que traz a primavera. A quadra pascal é, pois, uma época privilegiada para visitar o Centro de Portugal! Mas, com tantas possibilidades de visita que a região lhe oferece por estes dias, a dificuldade maior é saber por onde começar. Que tal inovarmos e mostramos, do interior para o litoral, alguns eventos que a região tem para lhe oferecer?

 

 

Viseu

Semana Santa – de 24 de março a 1 de abril

Viseu recebe a Semana Santa com um programa de cerimónias culturais e religiosas. Recriações de momentos característicos da quadra, concertos de música clássica e cerimónias especiais são algumas das celebrações que encontrará na cidade-jardim, durante esta semana. Pela primeira vez, um projeto de iluminação comemorativa “vestirá” de forma simbólica as fachadas de cinco igrejas patrimoniais da cidade: a Catedral de Viseu, as Igrejas da Misericórdia, dos Terceiros e do Carmo e a centenária Igreja Baptista, na rua da Paz. Os desenhos de luz, inspirados na simbologia pascal, irão refletir tons lilás e dourado até sábado, dia 31 de março, sendo que no domingo, dia de Páscoa e da Ressurreição de Cristo, o tom lilás dará lugar ao branco.

Saiba mais em https://goo.gl/5zpG9j

 

 

Nelas

Semana Santa de Santar – 17, 18, 29 e 30 de março

Santar, uma das mais antigas e nobres freguesias do concelho de Nelas, acolhe as celebrações da Semana Santa organizadas pela Santa Casa da Misericórdia de Santar. O evento reúne elementos da liturgia e da religiosidade, bem como antigas tradições populares.

Saiba mais em https://goo.gl/3My3kz

 

 

Mangualde

Páscoa em Mangualde – 16 de março a 1 de abril

Como já vem sendo hábito, o Município de Mangualde apresenta uma programação especial para a época pascal. Este ano, a celebração da Páscoa decorre entre 16 de março e 1 de abril, em vários locais da cidade. Um seminário sobre a Páscoa popular e várias cerimónias religiosas são alguns dos momentos.

Saiba mais em https://goo.gl/cAvoSP

 

Tondela

Queima e Rebentamento do Judas 2018, pelo Trigo Limpo Teatro ACERT – 31 de março

O mesmo fogo que, em 2017, destruiu avassaladoramente pessoas e bens e devastou a paisagem da região, vai servir para que artistas e comunidade, juntos num coletivo, “queimem” uma figura gigantesca representativa de tudo o que os oprime e festivamente expurguem todos os males numa lavagem de alma única e transformadora. O bem e o mal vão conviver, metaforicamente, num ritual pagão em que a ironia é a ferramenta essencial para a construção de mais esta Queima.

Saiba mais em https://goo.gl/NtcKJj

Fundão

Cerejeiras em Flor – 23 de março a 15 de abril

O município do Fundão promove, de 23 de março a 15 de abril, as Cerejeiras em Flor. Ao longo de três semanas, os visitantes podem contar com diversas ações e atividades para afirmar a paisagem natural das cerejeiras em flor como cartaz turístico, numa oferta que inclui visitas de comboio, apadrinhamento de cerejeiras, piqueniques e voos de balão.

As atividades incluem passeios a pé pelos trilhos da Gardunha, além de passeios de bicicleta e em comboio turístico, que atravessam zonas contínuas de cerejal e que decorrem todos os fins de semana, a partir de 24 de março. Para a primeira quinzena de abril, também está prevista a realização de voos de balão de ar quente.

Saiba mais em https://goo.gl/8tVCwM

 

 

Penamacor

Martírios do Senhor – 18 e 30 de março

A Entoação dos Martírios do Senhor é já uma tradição na vila de Penamacor. No Domingo de Passos e na Sexta-feira Santa, o Rancho Folclórico de Penamacor voltar a levar a cabo esta iniciativa. Na Sexta-feira Santa, os cânticos são entoados junto à Igreja Matriz, no final da Procissão do Enterro do Senhor e depois do último Sermão. Já no Domingo de Passos, os Martírios do Senhor são interpretados, a partir das 23h00, quando a vila está em silêncio, à capela, nos pontos mais altos e Penamacor, para que possam ser ouvidos por toda a população. Esta é uma das tradições quaresmais do concelho, sendo cânticos tristes que falam dos sacrifícios que Jesus Cristo sofreu nos últimos tempos da sua vida. O objetivo é o de preservar e divulgar estas tradições, que têm percorrido gerações.

Saiba mais em https://goo.gl/rqjebs

 

 

Ourém

Via Sacra ao vivo – 30 de março

No dia 30 de março, as ruas históricas da vila medieval de Ourém irão tornar-se palco das últimas passagens da vida terrena de Jesus Cristo, numa recriação da Via Sacra encenada desde 1999 e reconhecida como uma das melhores representações do género realizadas no País. A Via Sacra ao Vivo será dramatizada por cerca de 100 atores e figurantes locais e acompanhada por milhares de pessoas que todos os anos sobem à Vila Medieval. A entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém dá início a esta recriação bíblica, que percorre as 14 estações da Via Sacra até à crucificação de Jesus. A procissão é enriquecida com orações e cânticos religiosos e enquadrada no cenário monumental deste centro histórico classificado como Monumento de Interesse Público. Depois da Via Sacra segue-se a Liturgia da Palavra e Adoração da Cruz na Igreja Paroquial de Nª Sr.ª das Misericórdias.

Saiba mais em https://goo.gl/Cwa5iD

 

 

Sardoal

Tapetes de Flores na Semana Santa – 17 de março a 15 de abril

A Semana Santa é uma das épocas mais exuberantes e bonitas no Sardoal. As Capelas e Igrejas da vila estão todas abertas e mostram os seus tapetes de flores, cuidadosamente elaborados por grupos de pessoas que, ano após ano, fazem questão de criarem tapetes à base de flores e verduras naturais com desenhos alusivos à Semana Santa e à Paixão de Cristo. As flores, na sua maioria, são apanhadas no campo. A única exceção encontra-se na Igreja Matriz. O retábulo da Capela do Sagrado Coração de Jesus é decorado com trigo germinado no escuro, ficando com uma tonalidade amarela. Decora o altar onde será adorada a hóstia consagrada. Todos os anos a decoração é a mesma.

Saiba mais em https://goo.gl/nC5pJo

 

 

Aveiro

Semana Santa de Aveiro – 26 de março a 1 de abril

Programa de eventos diversos, com exposições, concertos, mercados, visitas e ateliês educativos, que culmina nas celebrações religiosas em que, num ambiente de grande devoção e oração, se celebra um dos momentos mais altos desta quadra – a Sexta Feira Santa, com a Procissão do Enterro do Senhor pelas ruas do centro da cidade.

Feira de Março – 25 de março a 25 de abril
Montra de produtos, marcas e serviços da região, conhecida há mais de 6 séculos. Exposições, comércio, música, gastronomia e muita diversão fazem as delícias dos milhares de visitantes que passam pelo Parque de Exposições de Aveiro.

Saiba mais em https://goo.gl/Z3yEJ7

 

 

Ovar

Procissões Quaresmais – de 25 de fevereiro a 30 de março

O concelho de Ovar, marcado por um património religioso de grande qualidade artística, vive há vários séculos, com fervor e intensidade, a época quaresmal. Esta tradição com mais de 350 anos tem propiciado a construção de um legado de incomparável valor cultural, especialmente percetível nas procissões quaresmais realizadas anualmente. Um percurso de fé, onde a cultura e o património histórico se encontram lado a lado, abrangendo as sete Capelas dos Passos e diversas artérias do centro urbano.

Saiba mais em https://goo.gl/CZu9YM

 

 

Buçaco

Via Sacra Noturna – 29 de março

A Fundação Mata do Bussaco organiza uma Via Sacra noturna. Aqui está mais um bom motivo para visitar a Mata Nacional do Bussaco.

Saiba mais em https://goo.gl/QigXKr

 

 

Condeixa-a-Nova

Via Sacra em Conímbriga – 25 de março

O município de Condeixa-a-Nova organiza no domingo, dia 25 de março, uma Via Sacra ao vivo com mais de uma centena de atores e figurantes, que vai terminar nas ruínas de Conímbriga. Intitulada “Nos Caminhos Romanos”, a recriação dos últimos passos de Jesus Cristo inicia-se junto ao tribunal de Condeixa-a-Nova, com o julgamento do Pretório, e engloba nove estações da Via Sacra, até à crucificação e ressurreição, que será representada dentro da antiga cidade romana, mais concretamente na basílica paleocristã que deu origem à Diocese de Coimbra.

 

Pedrógão Grande

Cerimónias da Paixão do Senhor – 17 de março a 1 de abril

Do largo da Igreja Matriz sai a procissão da Semana Santa, que ocorre na última semana da Quaresma e tem o seu ponto mais alto das festividades no dia de Sexta-feira Santa, com a procissão do “Enterro do Senhor”. De beleza cénica profundamente religiosa são também as reconstituições dos sermões do calvário e da igreja, da Procissão do Senhor dos Passos e da reconstituição bíblica da crucificação de Jesus Cristo na capela do Calvário. Estas celebrações enchem as ruas de Pedrógão Grande de fiéis, que assim celebram a sua fé.

Saiba mais em https://goo.gl/Hs3jAT

 

Óbidos

Semana Santa – 24 de março a 1 de abril

Óbidos continua a ser um palco privilegiado de celebrações de acontecimentos de índole histórico-religiosa. Evocando a Paixão e a morte de Cristo, a Semana Santa atrai à vila milhares de pessoas, unidas pela devoção e pela cultura. Despertando o maior interesse do ponto de vista turístico, a Semana Santa, desde cedo, revelou-se como um dos melhores cartazes de Óbidos, aliando impressionantes cerimónias religiosas a um programa cultural intenso.

Saiba mais em https://goo.gl/xTr8Ro

 

São Martinho do Porto

Semana Santa – 25 de março a 1 de abril

A vila de São Martinho do Porto acolhe todos os anos as Cerimónias da Semana Santa, com um programa marcado pelos cerimoniais da quadra quaresmal e enriquecido por manifestações culturais. As cerimónias incluem procissões, concertos e várias atividades que evocam o espírito cristão próprio da época. Destacam-se a Procissão dos Passos do Senhor, a Dramatização da Descida da Cruz e a Procissão do Enterro.

Saiba mais em https://goo.gl/FYkaGx

 

UMA SUGESTÃO DIFERENTE…

Dino Parque da Lourinhã

O Dino Parque é o maior museu ao ar livre de Portugal, inserido numa área de 10 hectares, que inclui quatro percursos correspondentes a algumas das mais importantes épocas da história da terra: o fim do Paleozóico, o Triásico, o Jurássico e o Cretácico.
Ao longo desses percursos, os visitantes podem observar mais de 120 modelos de dinossauros e outros animais à escala real. O Parque foi especialmente concebido para ser uma experiência “Edutainment” (Educação + Entretenimento), aliando a parte de conhecimento da evolução da Terra e também a parte de diversão para toda a família.

Saiba mais em https://goo.gl/kLnHfv

Se achou este artigo interessante, partilhe-o.
Outras Notícias
24 OUTUBRO 2017
Nova Linha de Apoio à Sustentabilidade disponibilizada
Foi hoje publicado o Despacho Normativo que consagra a criação da Linha de Apoio à Sustentabilidade...
7 NOVEMBRO 2017
Alteração ao Programa Valorizar
Foi publicado hoje o Despacho Normativo n.º 19/2017 que determina a Alteração ao Programa Valorizar....
7 NOVEMBRO 2017
Candidaturas ao Sistema de Apoio à Reposição abertas
Decreto-Lei n.º 135-B/2017 que aprova o ‘Sistema de Apoio à Reposição da Competitividade e Capacidades Produtivas’...