A Adega nasce na década de 60, década marcada pela valorização, expansão e implementação do espírito e valores cooperativos em Portugal. Na década de 70, já com sede própria, laborava pela primeira vez, aproximadamente meio milhão de quilos de uvas dos seus cooperantes produtores de uvas. Sem recursos a apoios estatais, foram os cooperantes a origem de todo o capital investido. Na década de 90, iniciou-se um processo de investimento e modernização, quer ao nível das instalações, como ao nível de equipamentos laboratoriais e de controlo de qualidade dos vinhos. Construi-se um centro de vinificação e estabilização para vinhos e ainda uma linha de engarrafamento própria. Na década de 2000, a Adega começou a desenvolver a sua identidade enoturística.

Texto e Foto: Rota Vinhos do Dão. Mais info aqui