Remonta à primeira metade do Séc. XVIII, por iniciativa da confraria com o mesmo nome, fundada em 1690. O interior é totalmente barroco e todas as paredes e tectos são preenchidos por pintura, azulejo e talha dourada ao estilo nacional.