Junto à muralha e à Porta do Soar, esta capela foi construída em 1742 com esmolas dos devotos, como está inscrito na fachada. No interior destacam-se: o retábulo, a imagem de Nossa Senhora dos Remédios e os azulejos que revestem as paredes.