As suas origens remontam provavelmente à segunda metade do séc. XVI, e terá sido reconstruída no séx. XIX, atendendo à sua feição neogótica. No interior destaca-se um retábulo de madeira.