Atualmente o castelo funciona como Pousada de Portugal

Atribui-se ao Castelo de Óbidos origem romana, provavelmente assente num castro e pela existência de uma torre muito antiga de desenho romano (torre do facho). A recente descoberta da cidade romana de Eburobritium, reforça esta tese. Foi posteriormente fortificação Visigótica e mais tarde do domínio árabe. O castelo foi significativamente ampliado, e reforçado o seu valor no contexto de defesa do reino e da família real. D Sancho I constrói-lhe a Torre Albarrã. D. Afonso II faz importantes melhorias no castelo. D. Diniz insere mais uma torre e mais tarde D. Fernando manda construir a última torre, ficando o castelo com a traça atual. Uma data marcante do Paço Real de Óbidos foi a mudança do calendário do reino, da era de César, para a era de Cristo, pelo rei D. João I (séc. XIV). No reinado de D. Manuel I o seu alcaide manda construir um novo paço e alterar algumas partes do castelo, de que são exemplo as 2 belas janelas e o pórtico de entrada de estilo “manuelino”. No séc. XX estava em total ruína (pelo terramoto de 1755) e foi recuperado para nele se instalar a primeira “Pousada em monumento Histórico”.