Situa-se no centro da cidade e é a construção mais característica de Torres Vedras (Séc. XIV). Foi reconstruído em 1561 pela Infanta D. Maria, filha de D. Manuel I, e restaurado em 1831. É composto por um pavilhão coberto com abóbada de cruzaria e arcos ogivais. O espaço interior é ocupado por um tanque com duas bicas barrocas.