Após a reconquista da vila por D. Afonso Henriques, a Ordem de Santiago reconstruiu a igreja, que se divide em três naves separadas por arcarias.