Construída em finais do séc. XIX, destaca-se pela qualidade da talha e das pinturas provenientes do Convento de Santa Ana de Coimbra. O altar-mor barroco e o cadeiral destacam-se pelo seu lavor. Nos altares colaterais maneiristas evidenciam-se as pinturas.