Um dos mais belos edifícios religiosos do concelho de Alenquer.

O culto a Santa Quitéria (invocada contra a raiva e a loucura) parece ser bastante antigo, uma vez que, de acordo com a lenda, a sua imagem, com poderes milagrosos, apareceu num espinheiro da Quinta de São Brás, perto de Meca, em 1238. Aqui foi construída uma primitiva ermida, onde se venerava a referida imagem. O templo que hoje conhecemos deverá ter sido erguido no mesmo local da antiga ermida, por iniciativa da confraria de Santa Quitéria, que beneficiou da proteção da rainha D. Maria I, tendo ficado concluído no séc. XVIII, no ano de 1799, conforme inscrição existente numa janela lateral do edifício. O templo desenvolve-se em planta de cruz latina, com nave única antecedida por galilé e coberto por uma abóbada de lunetas onde sobressaem medalhões representando cenas alusivas à vida e ao martírio de Santa Quitéria, tal como acontece na capela-mor. Belíssimo coro-alto com órgão e singular púlpito. Notáveis mármores e pinturas. É aqui que todos os anos se faz a bênção do Gado. (Maio)