Sofreu sucessivas remodelações ao longo dos tempos que desvirtuaram o estilo românico em que se terá sido construída. O edfício foi restaurado em 1789. Destacam-se os altares laterais dedicados a Santo António e a Nossa Senhora das Dores, São Pedro e Nossa Senhora de Fátima.