A sua construção assenta num pequeno mosteiro rural de meados do séc. XI, que se terá tornado no séc. XII, na Igreja Matriz de São Julião. Escavações arqueológicas identificam na parte Sul do adro, vestígios de uma necrópole medieval.