O atual templo é um edíficio tardo- românico, mas guarda memória do monasterium de Vouzela, da segunda metade do séc. XI.