Teve origem no séc. XII existindo referência das Inquisições de 1258 que a rainha Dª. Mafalda, mulher de D. Afonso Henriques, determinou a sua construção. Entre 1968 e 1974 foram feitas obras de restauro mas o estado de degradação não evitou a demolição da nave.