Edificada sobre um povoado anterior, a cidade beneficiou, no tempo de Augusto, de notória renovação urbanística construindo-se o fórum, as termas e, ao longo do séc. I, a basílica e uma renovação quase completa das estruturas urbanas. Em 464 d.C., ano em que os Suevos prenderam Cântabro, um notável local, a cidade viu iniciar o seu declínio, que se prolongou ao longo da Idade Média.

Os testemunhos da época mais notável, podem ser observados nas Ruínas Romanas de Conímbriga, no Museu Monográfico adjacente às mesmas e no castellum de Alcabideque, que lhes fica próximo. O período faustoso da vida da cidade está bem patente nas residências como a Casa de Cantaber ou a Casa dos Repuxos, de peristilos ajardinados e painéis de mosaicos policromos, no Fórum, nas Termas, no Anfiteatro, nas Lojas ou no Aqueduto.

Todos os dias: 10h00 | 19h00
Encerra: 1 Janeiro, Domingo de Páscoa, 01 Maio e 25 Dezembro