Situada junto a Arganil, a Área de Paisagem Protegida da Serra do Açor inclui uma zona de grande valor natural que faz parte da rede europeia de reservas biogenéticas – a Mata da Margaraça. A vegetação luxuriante destas encostas xistosas é um dos raros exemplos do coberto vegetal primitivo das serranias do centro de Portugal, que subsistiu até aos nossos dias.
O ar puro que aqui se respira e a frescura resultante da abundância de água convidam a grandes passeios (pedestres ou de bicicleta) nos dias quentes de verão. São muitas as ribeiras que nascem na Serra do Açor e por toda a parte é possível ouvir o som da água a correr e encontrar pequenas lagoas ou praias fluviais. Um dos lugares mais belos é a Fraga da Pena, um sítio paradisíaco, em que a água cai em cascatas de uma altura de setenta metros, formando uma piscina natural muito agradável.
Da fauna local destaca-se o açor, a ave de rapina que deu nome à Serra e é símbolo da Área de Paisagem Protegida, que convive com outras aves como a coruja-do-mato e o gavião. Encontram-se também vários mamíferos como o javali e a gineta, e uma grande diversidade de invertebrados, em que se destacam cerca de 240 espécies de borboletas.

Localização e Acessos
Estrada Municipal até Pardieiro (estrada que liga Monte Frio e Relva Velha)

Horário
2.ª a 6.ª, excepto feriados, das 9.00h -12.30h / 13.30h -17h00