O solar é um sóbrio exemplar da nobre arquitetura rural do século XVIII, época em que foi reconstruído pela família Sanches de Baena, cujo brasão ostenta. Aforados solar e quinta a J. Pedro Barbosa em 1821, este legou-os à família Sepúlveda que os venderam em 1989 a uma sociedade comercial produtora ali do famoso vinho espumante “Loridos – Bruto”. O espaço circundante contempla este cenário luxuoso: jardins em socalcos, lago, mata, vinhas.
Atualmente é propriedade do Comendador José Berardo, que nela anda a edificar dois jardins temáticos, um de índole oriental e outro de índole europeia.
A quinta tem uma loja de vinho onde poderá fazer provas e comprar os vinhos que a quinta produz.