Em Conímbriga, a história fez-se há muitos séculos! Conquistada em 136 a.C., durante as campanhas dirigidas por Decimo Junio Bruto, a conquista seria firmada cerca de 138 a.C..
No tempo de Augusto a cidade beneficiou de notória renovação urbanística construindo-se o fórum, as termas e a basílica. A cidade mantém-se faustosa até 464 d.C., ano em que os Suevos prenderam Cantábrio e ocuparam Conímbriga, que viu iniciar-se o seu declínio.
Os testemunhos da época esplendorosa, estão bem presentes nas Ruínas Romanas de Conímbriga, no Museu Monográfico adjacente às mesmas e no castellum de Alcabideque. O período faustoso da vida da cidade está bem patente nas residências como a Casa de Cantaber ou a Casa dos Repuxos, de peristilos ajardinados e painéis de mosaicos policromos, no Fórum, nas Termas, no Anfiteatro, nas Lojas ou no Aqueduto.
E, os fragmentos encontrados nas inúmeras escavações, são parte integrante desta história e das suas personagens! As colecções de numismática, artefactos de uso diário, joalharia, cerâmica e escultura são, verdadeiramente, notáveis! No seu imaginário transportar-se-á, seguramente, para essa época deslumbrante!

Horário
Todos os dias: 10h00 | 19h00
Encerra: 1 Janeiro, Domingo de Páscoa, 01 Maio e 25 Dezembro