Com 553 metros no ponto mais elevado, esta serra que dá nome a todo o maciço calcário é a mais alta do seu bloco ocidental. O intenso processo de lapiazação que sofreu, faz da Serra de Sicó um dos magníficos exemplos de paisagem cársica da região.
Neste maciço, existe uma vegetação de características mediterrânicas da qual constituem relíquias as raras manchas dos balsedos de carrasco e pequenas áreas residuais das matas de carvalho-cerquinho e sobreiro.
Nestas zonas abertas vegetam com facilidade as orquídeas e outras plantas bolbosas e rizomatosas, tais como a erva-língua-maior e a Ophrys scolopax subsp. scolopax. E o seu elevado interesse comercial, leva a que sejam muitas vezes colhidas tão intensamente que rápido se tornam espécies em vias de extinção. Do alto de uma escarpa ou do ramo de uma árvore, o bufo-real, vigia o seu território em movimentos de cabeça de uma sobranceria imperturbável.

Localização e Acessos
Na A1, saída 11 (direcção Lousã/Condeixa). Sair depois na direcção do IC2 para Leiria e em Condeixa sair para o IC3 na direcção de Tomar. Sair na direcção do Rabaçal