6 JUNHO 2019
Regresso do Rally de Portugal ao Centro do país foi um enorme sucesso

O regresso do Rally de Portugal às estradas da região Centro, 19 anos depois da última vez, constituiu um enorme sucesso. Milhares de adeptos do desporto automóvel não desperdiçaram a oportunidade de ver bem de perto os seus pilotos preferidos.

A enchente que se verificou durante a cerimónia de abertura, em plena Universidade de Coimbra, foi um sinal do que aconteceria no dia seguinte, nas classificativas da Lousã, Góis e Arganil: multidões de fãs a celebrarem efusivamente a passagem de cada piloto.

Recorde-se que Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Club de Portugal, entidade que organiza a prova, já assegurou a continuidade do Rally no Centro de Portugal durante os próximos três anos.

 

O regresso do Rally de Portugal ao Centro do país representou uma aposta ganha à partida. Foi muito gratificante ver a emoção estampada no olhar dos adeptos, que há tanto tempo acalentavam o sonho de voltar a ver estes carros e estes pilotos na região. Só por isso, já valeria a pena o trabalho em conjunto que o Turismo do Centro realizou com o ACP e com as autarquias de Coimbra, Lousã, Góis e Arganil, e que teve como resultado o regresso da prova”, sublinha Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal.

Pedro Machado destaca também a importância desta competição para a economia regional: “O Rally de Portugal é o maior evento desportivo que se realiza no país. E acompanhado por mais de uma centena de televisões, que mostram nos seus países imagens desta região. O investimento que foi feito terá um retorno seguramente muito superior, com expressão nas receitas da restauração e do alojamento. O Centro de Portugal tem de continuar a apostar em captar grandes eventos, que atraiam visitantes. Foi muito positivo termos tido o Rally durante dois dias este ano. Quem sabe se em 2020 não conseguiremos ter mais um dia”.

O presidente do Turismo do Centro deixa ainda uma palavra de elogio para o comportamento do público: “Era muito importante que não houvesse problemas de segurança, de forma a garantirmos o Rally nos próximos anos. O público comportou-se de forma exemplar nesse aspeto. Os adeptos estão de parabéns!”.

 

A prova foi ganha pelo estónio Ott Tanak, num Toyota Yaris, que deixou o belga Thierry Neuville (Hyundai i20) a 15,9 segundos. O francês Sébastien Ogier (Citroën C3) foi terceiro, a 57,1 segundos de Tanak.

 

Reveja também uma reportagem da SIC sobre o Rally de Portugal: https://bit.ly/2IrjWbe

Se achou este artigo interessante, partilhe-o.
Outras Notícias
7 NOVEMBRO 2017
Alteração ao Programa Valorizar
Foi publicado hoje o Despacho Normativo n.º 19/2017 que determina a Alteração ao Programa Valorizar....
31 JANEIRO 2018
Turismo aproxima Centro de Portugal das regiões espanholas
O Centro de Portugal e cinco regiões espanholas vão ser promovidos em 2018 como um destino comum em mercados e feiras de turismo internacionais...
31 JANEIRO 2018
Turismo no Centro de Portugal cresceu 20% em novembro
A atividade turística no Centro de Portugal registou um crescimento muito acima da média nacional em novembro de 2017...