Nascido e desenvolvido em torno do cruzamento das grandes linhas ferroviárias que atravessam o país – a Linha do Norte e a Linha da Beira Baixa – o Entroncamento é, ainda hoje, um local de passagem e de paragem obrigatórias. E porque o comboio está no coração e na memória da população, pare no Museu Nacional Ferroviário, a catedral da ferrovia em Portugal. A visita guiada ocupa, no mínimo, duas horas, mas vale cada minuto.

Museu Nacional Ferroviário

Com uma exposição permanente de valor patrimonial incalculável e distribuída por vários edifícios ferroviários extraordinários, é neste Museu vivo e interativo que poderá conhecer tudo sobre o comboio em Portugal, desde a máquina a vapor à máquina do futuro, bem como espreitar o interior do fabuloso Comboio Real Português ou sentar-se a bordo do Comboio Presidencial. É uma experiência memorável que agradará a todos.

Quanto à nossa viagem, o caminho leva-nos entretanto até Torres Novas, mesmo ali ao lado. É no topo do outeiro no centro da vila que encontramos o velho Castelo de Torres Novas, uma lembrança antiga dos ataques repetidos de mouros, cristãos e, mais tarde, castelhanos. Se juntarmos a isso o Terramoto de 1755, compreende-se que apenas parte do castelo tenha sobrevivido. No entanto, a ocupação de Torres Novas remonta a tempos bem mais recuados. Para que não restem dúvidas, pode fazer um pequeno desvio a sul, visitar as Ruínas Romanas de Villa Cardílio e imaginar a vida rural de uma família romana abastada nas margens do Almonda, há mais de dois milénios.

E já que Alcanena fica a apenas 20 minutos do centro de Torres Novas, aproveite e leve a família até ao Centro de Ciência Viva do Alviela – o Carsoscópio, onde poderá desvendar um pouco dos segredos naturais do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, viajar pelo Maciço Calcário Estremenho ao longo de 175 milhões de anos, explorar percursos subterrâneos da água em 3D ou vestir a pele de um morcego, atualmente em perigo.

Serra de Candeeiros

Antes de seguirmos para o coração da região e da História de Portugal, Tomar, ainda temos tempo para um mergulho nas águas claras da Praia Fluvial dos Olhos D’Água, em Alcanena. Aqui pode encontrar, além da muita diversão aquática, um parque infantil e um de merendas, um restaurante, um campo de jogos em areia e espaço verde suficiente para toda a família estender a toalha.